Como a Itália Mudou Minha Vida

Este mês completou 5 anos que cheguei na Itália! Como o tempo passa… e como a gente muda morando fora do nosso país! Ter que se adaptar à um mundo novo, diferente do que você estava acostumada. Eis as 10 mudanças boas e menos boas que a Itália causou na minha vida…
 
babi_antinori-1
 
1- Afazeres de casa
Esta é a primeira mudança de alguém que sai da casa dos pais pra morar sozinho… Meu maior problema foi na cozinha. Tive que me virar com as poucas receitas brasileiras que conhecia e adaptá-las ao supermercado italiano. Uma missão! Uma vez a panela pegou fogo e eu não sabia se jogava pela janela ou dentro da pia! Mas com o tempo aprendi as receitas italianas e, modéstia parte, acho que aprendi bem! 🙂
2- Comida muito boa, “estragou” meu paladar
Virei uma pessoa exigente na hora de comer, ou pode definir chata mesmo! Tudo bem, eu admito! Depois que a Itália te apresenta o melhor do melhor de tudo, até mesmo de produtos industrializados, vai se acostumar de novo com o que você comia antes… Azeite, yogurt, tomate, massa, tudo aqui tem sabor verdadeiro.
3- Idem para os vinhos
Como saber degustar e reconhecer um bom vinho só se aprende com a prática, aqui estou eu fazendo em um curso intensivo e sem data pra terminar! Meu paladar também se apurou para o vinho e consigo até reconhecer pelo cheiro se ele não está bom, ou se precisa decantar. Também, tenho em casa um personal sommelier! 🙂
4- Subir, descer, caminhar, pedalar, carregar
O exercício físico faz parte do meu dia-a-dia mesmo que eu não queira. No centro histórico só dá pra passar à pé ou de bicicleta, meu principal meio de locomoção. A maioria dos prédios não tem elevador, logo, o step é um exercício compulsório diário. Fazer compras no supermercado e chegar em casa carregando as sacolas substitui perfeitamente a musculação da academia. Bom, mas isso tem seu lado bom! Ajuda a queimar as calorias da comida e vinho!

 

5- Engordar, emagrecer, engordar
#sóquenão Ajuda naquelas… Até você se deparar com um prato maravilhoso de risotto, se entregar aos aperitivos de fim de semana, ou ter que resistir ao perfume de uma ciambella quente saindo da padaria às 4 da tarde, quando chove, faz frio e tudo que você quer na vida é aquele pão doce cheio de açúcar com um cappuccino cremoso. Aqui, no inverno, a gente engorda. Isto é um fato a ser aceito sem combater. O jeito é compensar no verão. É um engorda, emagrece contínuo!
6- Tenho um salão de beleza em casa
Ai, que saudade do meu cabeleireiro do Brasil! Uma vez por mês, pés, uma vez por semana, mãos, de vez em quando uma escova, corte, luzes… Aqui não tem nada dessa mordomia! Aprendi a fazer minha unhas (religiosamente toda semana, isso não mudou) e aprendi a fazer depilação sozinha com rolon (!!!). Fui cortar o cabelo uma vez aqui e odiei. Aprendi a cortar meu cabelo. Aqui não tem progressivaaaaa!!! Solução: trago do Brasil e faço sozinha, numa maratona de 4 horas em pé fazendo malabarismos com 2 espelhos, mas consigo! 🙂
7- A coleção de Havaianas aumentou
No Brasil eu tinha 2 pares de Havaianas, justo o que me servia para as idas à praia nos finais de semana. Descobri que este calçado é perfeito para o verão de Firenze quando ganhei algumas bolhas após uma tarde de passeio pelo centro usando sandália. A partir dai, minha “coleção” duplicou, triplicou, quadruplicou. Tenho todas as cores.
8- A coleção de sapatos de salto alto diminuiu
Em contrapartida descobri o quanto eram inúteis meus sapatos de salto… Vivem empoeirados, os coitados… Alguns até voltaram pro Brasil, órfãos de mãe… Impossível andar pelas ruas de Firenze de salto alto sem parecer uma gazela e ganhar uma luxação no tornozelo. Algumas mulheres se arriscam a 12 cm de altitude do asfalto… e caem, claro…
9- Saber conviver com aranhas
Você irá descobrir que ter algumas aranhas de estimação em casa, além de inevitável, pode ser muito útil, principalmente no verão, pois elas comem os pernilongos importunos! A parte ótima é que nunca vi uma barata na Itália!

10- É sempre uma boa hora para um café
Este hábito italiano logo começou a fazer parte do meu dia-a-dia. Fazer uma pausa no meio da manhã, ou no meio da tarde para entrar numa cafeteria e pedir o café do seu jeito. É como um ritual, cada um aqui tem o seu preferido: em vidro, curto, longo, orzo, decafeinato… O meu pedido é um caffè macchiato in tazza grande, porque a espuminha do leite se espalha melhor sobre o café quando servido em uma xícara grande. Sim, eu disse que virei uma chata… 😉

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

30 comentários

  1. Oi, Palova! Que bom que outras pessoas se identificam com o texto! As minhas amigas brasileiras daqui tmb passam pelas mesmas situações! rsrs! Bjos!

  2. Oi, Katarina! Este é o principal efeito colateral de vir pra Itália! haha! Que bom que tem outros que fazem parte do meu Clube da Chatice! 😉 Bjos!

  3. AvatarAnônimocomentou

    Ah Babi que inveja (boa) da sua chatice… Realmente a Itália torna nosso paladar mais chato, kkkkk,meu marido voltou insuportável!!!!! Acho que teremos que voltar muuuuitas vezes!
    Adoro seu blog, acompanho sempre! beijo, Katarina

  4. AvatarPalovacomentou

    Eu tambéééééééééém só uso Havaianas!!! hhuahuaauhhu Nao ENTENDOOOO como esse povo usa sandalias e nao faz bolha no pé!!!!! Tb engordo e emagreço, engordo e emagreço ….!!!!!!!! Siiiiim, carregar sacolas, odeioooooooooooo!!! uhauahahu Adorei o post 😉

  5. Oi, João! Fico feliz quando recebo mensagens como a sua! 🙂 Obrigada! Bjs

  6. Oi, Fabiana! Olha, por sorte o calor por aqui não está tão grande! Tem sido um verão estranho, era pra estar muito mais quente! O melhor calçado pra caminhar no centro é tênis, sem dúvida, mas entre sandália e havaianas, eu fico com a segunda opção! 😉 Baci e boa viagem!!!

  7. AvatarAnacomentou

    Aiiiiii que delicia ser chata assim!!! 🙂 Morri de amores por esse post… Tão bom ser feliz!!! 🙂

  8. AvatarAnônimocomentou

    Olá, tudo bom? Estou indo pedalar na próxima quinta, dia 28, pela região da Toscana e da Úmbria. Sei que o calor está grande… estou alarmada com seu comentário no item 7, pois vou levar apenas um par de tênis e uma sandalinha…meu pés não podem ficar com bolhas, pois teremos muito pedal….Você acha prudente substituir por havaianas? Tenho de várias cores 🙂 Adoro o seu blog, acompanho sempre e gosto muito de suas sugestões. Fico no aguardo, Fabiana