O Jeitinho de Falar todo Especial dos Fiorentinos

Il dialetto toscanA língua italiana nasceu bem aqui, em Florença, nos versos de Dante Alighieri! Logo, poderíamos afirmar que o italiano mais correto é o fiorentino, e os fiorentinos afirmam isto com veemência! Mas temos que admitir que o seu sotaque todo especial com o chamado “R aspirado” no lugar do “C” pode confundir até mesmo o estudante de italiano mais avançado. Sem falar do vocabulário, ou melhor dizendo, vohabulário, todo seu!

"Amici Miei" - comédia italiana de 1975.  Conta a história de quatro fiorentinos, amigos inseparáveis de infância, que enfrentam a crise dos 50 com pegadinhas e brincadeiras sem fim.
“Amici Miei” – comédia italiana de 1975.
Conta a história de quatro fiorentinos, amigos inseparáveis de infância, que enfrentam a crise dos 50 com pegadinhas e brincadeiras sem fim.

O site FirenzeToday publicou um glossário das palavras fiorentinas DOC e eu separei as que de fato mais se ouve no dia-a-dia por aqui: 

Allungare 
O significado em italiano quer dizer “aumentar o comprimento de alguma coisa”. Mas em fiorentino também é sinônimo de “aproximar, passar”. Por exemplo:
Che m’allunghi la borsa? (Me passa a bolsa?)
Un c’arrivo! (Não alcanço!)
Bischero e Grullo
Atenção, pois são duas ofensas! Ofensas bem-humoradas, é verdade, então use com moderação:
Ma che se’ grullo?! (indica uma pessoa “simplona”, mal vestida, ingênua e ignorante)
Bischero! (indica uma pessoa pouco espera e ingênua)
Brindellone
Um objeto muito conhecido pelos fiorentinos por ser ligado à tradição do Scoppio del Carro. No domingo de Páscoa, uma grande carroça alta e por isso muito instável (o chamado Brindellone) é levada por dois bois até a frente do Duomo, onde acontece um show pirotécnico.
Por causa desta carroça que sai pelas ruas de Florença que “balança mas não cai”, em Florença também associam “Brindellone” à um garoto muito alto, pouco agraciado e simplório.

Buhaiolo
Outra da série ofensas, rs, que significa algo do tipo “bastardo”. A explicação tem várias versões, mas todas ligadas à antigas profissões, como o “bucaiolo”, a pessoa que tampa os buracos (buca) pela rua.
Calosce, Ciantelle, Pezzola, Toni e Bru-Ginsi
A moda italiana precisa de um dicionário à parte! Calosce (em italiano, galosce, em português, galocha); ciantelle (em italiano sandali/ciabatte, em português, chinelo); Pezzola (em italiano fazzoletto, em português, lenço); Toni (em italiano tuta da ginnastica, em português roupa de ginástica); e Bru-Ginsi uma variante do inglês blue jeans.
Bru-Ginsi = Blue Jeans?!? 😛 Ma che se’ grullo?!? 😀
Cannella
Enquanto que na Itália seria a deliciosa especiaria que se usa na cozinha, aqui em Florença tem um segundo significado: torneira. É o diminutivo da palavra “canna” (cano), logo “cannella“.
Cencio
“Dare i’ cencio”. significa em Florença, limpar o chão com o “cencio“, na Itália conhecido come “straccio“, em português, “esfregão”. A etimologia não é certa, talvez ligado ao latim “cento, centonis”, que indica um pano composto de diversos pedaços de tecido costurados juntos.
Fare forca/forcare
No resto da Itália se diz “marinare la scuola“, ou seja, cabular aula! Deriva da forma do instrumento agrícola para levantar o feno que há somente dois dentes, comparada à uma bifurcação que de um lado leva à escola e do outro leva a cabular aula!
‘Gnamo
‘gnamo, si fa tardi! É o fim da palavra “andiamo”, “vamos, que está tarde!”
Lapis
Essa é uma palavra que todos nós brasileiros entendemos antes de qualquer italiano, pois eles conhecem este objeto pelo nome “matita“. Deriva do latim “lapis haematitos”, ou seja, “pedra cor sangue”.
 
Sudicio 
Aqui não se joga fora “la spazzatura“, ma “i’ sudicio” Seria como dizer que não jogamos fora o lixo, mas o “sujo”. rs…

Troiaio 

Indica um lugar cheio de sujeira, ou de comportamento libertino. Deriva do latim “troia(m)”, um prato à base de porco recheado, também chamado de “porcus troianus”, que por sua vez conduz a história do Cavalo de Troia que era “recheado” de inimigos. Troiaio também pode indicar uma coisa que não funciona bem: “Questo cellulare non funziona, l’è proprio un troiaio!
 

Um exemplo das tantas brincadeiras que os Amici Miei faziam.
Uma música com diversos palavrões alla fiorentina.

Deixe seu comentário

2 comentários

  1. Anônimocomentou

    Excelente post !!
    Poderia por favor, quando possível, falar um pouco sobre como foi os primeiros meses aí, as dificuldades e tals
    Bjos !

  2. Paula Steccacomentou

    Perfetto! 😀