10 Curiosidades sobre o Duomo de Pisa

Todo mundo que vem à Itália quer conhecer a Torre de Pisa, um dos símbolos do país! A famosa torre inclinada na verdade é a torre do sino da Catedral de Pisa, que junto do Batistério e do Camposanto compõem a chamada Piazza dei Miracoli. A Catedral de Pisa foi o primeiro edifício construído deste complexo monumental, que atrai milhares de turistas por dia. Vamos conhecer 10 curiosidades sobre esta obra-prima?!
pisa-2


1. Financiada pela guerra

Em 1063 Pisa ganhou uma importante batalha contra os muçulmanos em Palermo (Sicília) e trouxe consigo como prêmio uma grande fortuna. Um décimo deste tesouro foi usado para a construção da nova Catedral de Pisa à partir do ano seguinte. O arquiteto que iniciou a construção chamava-se Buschetto.

Mapa da expansão de Pisa e suas rotas comerciais nos séculos XI-XIV – Fonte: Wikipedia
2. Otimismo
Durante a Baixa Idade Média (séculos XI-XIV), Pisa era uma importante república marinha, muito rica, e havia a expectativa de crescer muito. Este é o motivo pelo qual a sua nova Catedral foi construída longe do centro, pois imaginava-se que a cidade iria crescer e “abraçar” a nova igreja.
3. Igreja Românica, mas nem tanto
O resultado da atividade comercial marinha de Pisa com diversos povos Mediterrâneo, foi a influência de diversas culturas e estilos arquitetônicos. A Catedral, em estilo primariamente românico, apresenta alguns elementos arquitetônicos de influência árabe e asiática. Um dos maiores e mais claros exemplos é a sua cúpula de base elíptica e os arcos de ogiva, ambos de tradição oriental, ou os arcos cegos com decorações geométricas em losango, provenientes da Armênia.

 

4. Igreja Primaz

Em 1092 o Papa Urbano II elevou a Catedral e o Arcebispo de Pisa ao nível Primaz, um título que no passado dava diversos poderes e privilégios dentro da Igreja. Cada país possui um Primaz. O do Brasil, por exemplo é a Igreja de São Salvador na Bahia e em Portugal a Catedral da Sé de Braga.
5. De Cruz Grega à Cruz Latina

No projeto de Buschetto a Catedral de Pisa haveria uma planta a cruz grega, com seus 4 braços iguais. Após a sua consagração em 1116, Rainaldo foi o arquiteto encarregado de ampliar um dos braços da Catedral para transformá-la em cruz latina e finalizar a Fachada junto do escultor Guglielmo. Até o fim do século XII, a Catedral de Pisa já estaria completada!

Planta da Catedral de Pisa
6. Entrada Vip
Embora a Catedral possua bem 3 portais de ingresso, os fieis usavam uma outra porta para entrar na igreja, a Porta di San Ranieri, que fica no transepto direito, de frente à torre. Esta é um dos primeiros exemplos de portas em bronze na Itália, realizada em 1180 por Bonano Pisano. Contém 24 formas com histórias de Cristo e Maria, da Anunciação à Acessão de Maria.
7. Desastre

Em 1595 aconteceu um desastroso incêndio que destruiu o teto original em madeira e os portais de entrada originais. O teto de treliça foi substituído por um teto de caixões em madeira folhada a ouro e os portais por novas portas em bronze feitas por artistas fiorentinos, como Domenico Portigiani, Gasparo Mola e Pietro Tacca.

Novo teto da Catedral de Pisa

8. O Diabo

Na lateral da catedral, de frente para o Campo Santo, à altura do olhar tem uma pedra que se distingue das outras por ter uma série de buraquinhos pretos. Diz a lenda que estas são as marcas das garras do Diabo que tentou subir na Catedral para parar a sua construção.

9. A Luminária de Galileu

Ao centro da nave principal da catedral, pende uma grande luminária chamada de Luminária de Galileu. Segundo a tradição, foi observando esta luminária que Galileu iniciou seus estudos sobre o movimento do pêndulo. Na verdade, esta luminária foi colocada ali depois do período de estudos de Galileu e a sua provável verdadeira luminária é um bem menor que fica dentro do Campo Santo, na Capela Aulla.


10. Púlpito de Giovanni Pisano
Obra-prima da escultura gótica italiana, foi realizado entre 1301 e 1310 por Giovanni Pisano. O painéis ligeiramente encurvados (uma novidade para a época), representam cenas da história de Cristo. Durante os trabalhos de restauro pós incêndio de 1595, o púlpito foi desmontado e remontado somente em 1926 com algumas partes faltantes.

Deixe seu comentário

5 comentários

  1. Oi, Philippe!!! Olha…essa é uma vontade que tenho: fazer um canal no youtube… Mas e o tempo?!? Preciso me organizar… Enquanto isso vc pode me seguir tmb lá no snapchat! 😉 O nome é babicampanaro. 😉 Bjos e obrigada por deixar o recadinho!

  2. Anônimocomentou

    Adorei conhecer a história, realmente as pessoas não dão tanta importância ao Batistério que tem uma linda história. Obrigada Viva Toscana por compartilhar todo este conhecimento.

  3. Marli Manzancomentou

    Parabéns Babi por compartilhar seus conhecimentos. Farei minha primeira viagem a Itália e depois de ver seu blog fiquei feliz em aprender sobre a historia local e muito ansiosa para ver as maravilhas que você descreu. Continuarei a ler seu blog. Até mais.

    1. Oi, Marli! Fico feliz em saber que está gostando do Viva Toscana e que lhe está sendo útil para a sua viagem! Obrigada por deixar seu comentário! Baci! <3