Como a Itália Mudou Minha Vida

Este mês completou 5 anos que cheguei na Itália! Como o tempo passa… e como a gente muda morando fora do nosso país! Ter que se adaptar à um mundo novo, diferente do que você estava acostumada. Eis as 10 mudanças boas e menos boas que a Itália causou na minha vida…
 
babi_antinori-1
 
1- Afazeres de casa
Esta é a primeira mudança de alguém que sai da casa dos pais pra morar sozinho… Meu maior problema foi na cozinha. Tive que me virar com as poucas receitas brasileiras que conhecia e adaptá-las ao supermercado italiano. Uma missão! Uma vez a panela pegou fogo e eu não sabia se jogava pela janela ou dentro da pia! Mas com o tempo aprendi as receitas italianas e, modéstia parte, acho que aprendi bem! 🙂
2- Comida muito boa, “estragou” meu paladar
Virei uma pessoa exigente na hora de comer, ou pode definir chata mesmo! Tudo bem, eu admito! Depois que a Itália te apresenta o melhor do melhor de tudo, até mesmo de produtos industrializados, vai se acostumar de novo com o que você comia antes… Azeite, yogurt, tomate, massa, tudo aqui tem sabor verdadeiro.
3- Idem para os vinhos
Como saber degustar e reconhecer um bom vinho só se aprende com a prática, aqui estou eu fazendo em um curso intensivo e sem data pra terminar! Meu paladar também se apurou para o vinho e consigo até reconhecer pelo cheiro se ele não está bom, ou se precisa decantar. Também, tenho em casa um personal sommelier! 🙂
4- Subir, descer, caminhar, pedalar, carregar
O exercício físico faz parte do meu dia-a-dia mesmo que eu não queira. No centro histórico só dá pra passar à pé ou de bicicleta, meu principal meio de locomoção. A maioria dos prédios não tem elevador, logo, o step é um exercício compulsório diário. Fazer compras no supermercado e chegar em casa carregando as sacolas substitui perfeitamente a musculação da academia. Bom, mas isso tem seu lado bom! Ajuda a queimar as calorias da comida e vinho!

 

5- Engordar, emagrecer, engordar
#sóquenão Ajuda naquelas… Até você se deparar com um prato maravilhoso de risotto, se entregar aos aperitivos de fim de semana, ou ter que resistir ao perfume de uma ciambella quente saindo da padaria às 4 da tarde, quando chove, faz frio e tudo que você quer na vida é aquele pão doce cheio de açúcar com um cappuccino cremoso. Aqui, no inverno, a gente engorda. Isto é um fato a ser aceito sem combater. O jeito é compensar no verão. É um engorda, emagrece contínuo!
6- Tenho um salão de beleza em casa
Ai, que saudade do meu cabeleireiro do Brasil! Uma vez por mês, pés, uma vez por semana, mãos, de vez em quando uma escova, corte, luzes… Aqui não tem nada dessa mordomia! Aprendi a fazer minha unhas (religiosamente toda semana, isso não mudou) e aprendi a fazer depilação sozinha com rolon (!!!). Fui cortar o cabelo uma vez aqui e odiei. Aprendi a cortar meu cabelo. Aqui não tem progressivaaaaa!!! Solução: trago do Brasil e faço sozinha, numa maratona de 4 horas em pé fazendo malabarismos com 2 espelhos, mas consigo! 🙂
7- A coleção de Havaianas aumentou
No Brasil eu tinha 2 pares de Havaianas, justo o que me servia para as idas à praia nos finais de semana. Descobri que este calçado é perfeito para o verão de Firenze quando ganhei algumas bolhas após uma tarde de passeio pelo centro usando sandália. A partir dai, minha “coleção” duplicou, triplicou, quadruplicou. Tenho todas as cores.
8- A coleção de sapatos de salto alto diminuiu
Em contrapartida descobri o quanto eram inúteis meus sapatos de salto… Vivem empoeirados, os coitados… Alguns até voltaram pro Brasil, órfãos de mãe… Impossível andar pelas ruas de Firenze de salto alto sem parecer uma gazela e ganhar uma luxação no tornozelo. Algumas mulheres se arriscam a 12 cm de altitude do asfalto… e caem, claro…
9- Saber conviver com aranhas
Você irá descobrir que ter algumas aranhas de estimação em casa, além de inevitável, pode ser muito útil, principalmente no verão, pois elas comem os pernilongos importunos! A parte ótima é que nunca vi uma barata na Itália!

10- É sempre uma boa hora para um café
Este hábito italiano logo começou a fazer parte do meu dia-a-dia. Fazer uma pausa no meio da manhã, ou no meio da tarde para entrar numa cafeteria e pedir o café do seu jeito. É como um ritual, cada um aqui tem o seu preferido: em vidro, curto, longo, orzo, decafeinato… O meu pedido é um caffè macchiato in tazza grande, porque a espuminha do leite se espalha melhor sobre o café quando servido em uma xícara grande. Sim, eu disse que virei uma chata… 😉

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

28 comentários

  1. Oi, Anônima! Que bom que o Viva Toscana tem te ajudado nos seus planos! Fico feliz!!! 😀 Obrigada por deixar a mensagem! Te desejo tudo de bom, um ótimo 2016 e que vcs consigam realizar o sonho de viver na Itália! Abraços!

  2. AvatarAnônimocomentou

    Parabéns !!! Seu site é tudo de bom !!! Adorei todas as dicas, inclusive a de ter um salão de beleza em casa. Já estava pensando na minha progressiva kkkk Mas seu site tem me esclarecido muito. Eu e meu marido estamos pensando em ir morar aí um tempo, com nossa filha de 4 anos … Então tem de ser tudo muito bem estudado e estruturado. Vou te adicionar no face para podermos conversar melhor. Muito sucesso no seu site. Bjs.

  3. Oi, Sergio!
    Que bom que curte e acompanha o blog! 🙂
    Os custos que vc se refere é do post sobre custo de vida na Itália, certo? Sim, está atualizado! Só que os preços de aluguel de casa no sul são mais em conta que em Firenze… Para ter uma ideia de custo, procure nos sites Subito.it ou kijiji.it De resto os valores são iguais.
    Abraços e espero que vc consiga realizar seus planos!

  4. AvatarAnônimocomentou

    Oi Babi ! Tudo bem em nossa querida Italia? Tem sido muito agradavel acompanhar os seus comentarios a respeito da terrinha. Começamos a fazer planos de passar uma temporada, longa se possivel, ou talvez "ficar de vez"por ai. Parte do meu povo é do Veneto e parte da Calabria, que te confesso, tenho um amor tambem muito grande pelo sul. Os custos fazem parte essencial da programação dos sonhos, quando possivel poderia confirmar aqueles avaliados no ano passado? Ocorreram mudanças importantes nos principais itens de sobrevivencia?
    Obrigado e Sucesso para voce, continue alimentando nossos sonhos.
    Sergio

  5. Oi, Paula! Primeiro de tudo, parabéns pela formatura! 🙂 Eu me lembro de ter respondido à algum comentário sobre Asti, talvez o seu, mas agora não me lembro em qual artigo foi! 😛 Quanto à indicação de gastos, isso é difícil de dar, pois é muito relativo! Você pode gostar mais ou menos de viajar, de comer fora, de comprar roupas, ou livros, ir à museus… Já ter a moradia e alimentação paga é uma grande parte das despesas! Bem, eu diria que o mínimo, mínimo é 15 euros por dia. Mas no início de viagem a gente sempre gasta mais e com o passar do tempo, diminui a "ânsia de compra", rs…. Se quiser me escrever, mande um email: vivatoscana (ponto) fi (arroba) gmail (ponto) com Abraços!

  6. AvatarAnônimocomentou

    Oi Babi …. Já escrevi no seu blog mas não aparece meu comentário … rsrs Meu nome é Paula , tenho 47 anos , estou indo para Itália agora dia 28/2 fazer um curso de MASTER em gastronomia pois acabo de me formar como Chef . Este curso será de 2 meses em Asti . Depois serei transferida para outra cidade e talvez região para fazer um estágio em restaurante equivalente ao estrela Michelin …. Minha moradia e alimentação durante os dias de curso e estágio estão pagas … Então os gastos serão mesmo nos dias de folga e possíveis viagens …. Você pode me orientar quanto aos gastos gerais por mês para uma pessoa ???? Caso eu não goste da moradia durante o estágio poderei alugar outro lugar … Tenho cidadania Alemã então quanto a alugar qualquer coisa não seria o problema . Aguardo seu retorno ok e também vou adiciona-la no face ,,, assim podemos nos falar também por lá se quiser … bj Paula Bratke

  7. Infelizmente a crise ainda não acabou por aqui… este é o defeito número 1 da Itália… 😛

  8. AvatarAnônimocomentou

    O problema da itália é grave crise do euro, e a imigração descontrolada. Conhece muita gente que vive lá e estão indo embora para outros países. Uma pena adoro a toscana, mas só é bom para quem tem seu próprio negócio.

  9. Oi, Ilma! Sempre te vejo por aqui e pelo Face! 🙂 Obrigada pelo carinho! 🙂 Baci!

  10. Avatarilmacomentou

    Acompanho seu post. Adorei o post.Me identifiquei perfeitamente. Amo Firenze. Se pudesse viveria nesta bela cidade.
    Abraços de viajante