Calcio Storico – O Futebol Fiorentino (Depois)

Azzurri! Azzurri! Azzurri!
Acabo de sair da partida Bianchi X Azzurri, ou seja, Bairro Santo Spirito X Bairro Santa Croce! Foi muito mais emocionante do que eu esperava! Não vou guardar o resultado da partida pro final do post (tanto, já divulguei no Facebook!), os vencedores foram os Azzurri da Santa Croce por 1,5 x 2,5!!! Confesso que tinha uma preferência por eles, já que desde que cheguei em Firenze morei neste bairro. 🙂

Os sbandieratori!
O jogo foi limpo e bonito, na medida do possível, é claro! Tive a sorte de sentar na frente uma família fiorentina que era muito informada sobre as regras do jogo, o que foi ótimo! Mas começamos pelo inicio: a abertura do jogo com a banda, o corteo storico e os sbandieratori (“jogadores de bandeira”). Tenho somente uma palavra para descrever o que vi:  MA-RA-VI-LHO-SO!!! O comentário da mãe da família fiorentina foi: “É nessas horas que dá orgulho de ser fiorentina…” Eu também teria orgulho…as vestes tradicionais eram lindas, a coreografia e sincronia eram impecáveis, realmente de fazer arrepiar! Conforme o corteo entrava, o narrador explicava a história e as regras do calcio storico em italiano e em inglês, mas os italianos insistiam em vaiar quando se falava em outra língua. Impossível escutar!

Corteo Storico completo, após desfile de abertura
Mesmo a final sendo somente entre Bianchi e Azzuri, os Verdi e Rossi também participaram do desfile de abertura. Enquanto a banda tocava e o corteo terminava de entrar na arena, os jogadores iniciaram o aquecimento e a torcida a vibrar. O início do jogo se deu com o a bola ao alto e os jogadores de punho em alto em posição de boxeador. Os Azzurri ainda tensos demoraram a atacar, mas logo começou a esquentar o jogo e com menos de 15 minutos um já foi levado à knockout e levado pra fora da arena de maca.

Posicionamento inicial da partida.
Se você não conhecer as regras realmente ficará confuso pela quantidade de gente dentro da arena. O jogo transcorre em 50 minutos corridos, sem algum tipo de pausa pelo motivo que for. Além dos 54 jogadores (27 para cada lado), são 7 os juízes dentro de campo que controlam que não haja exagero no combate e uma equipe de paramédicos transita entre os jogadores para se necessário interferir com socorro médico. Um deles acabou atrapalhando um ataque dos Azzurri, sendo atropelado pelo jogador com a bola. Outros tiveram que rapidamente pular para fora da arena quando um dos Bianchi correu pela lateral num momento de contra ataque! É realmente uma confusão e facilmente se perde o olhar da bola para outros dois jogadores que trocam socos do outro lado do campo! E a torcida adora e estimulam com o coro: “aê, aê, picchia Azzurri, picchia Azzurri!“, tradução: “porrada Azuis, porrada Azuis!”. Ou quando o ataque do time adversário é bloqueado, gritavam “ôôôô. fate ridereeee, fate ridereeee!” (“fazem rir, fazem rir!”). Divertido!

À esquerda da foto, um Azzurro que imobiliza um Bianchi e
à direita a confusão de jogadores, juízes e paramédicos depois de uma tentativa de contrataque Azzurro.
Eu tinha ouvido muitos comentários e muitas opiniões negativas sobre o Calcio Storico antes de vê-lo com meus próprios olhos, e por conta disto estava preparada para ver uma apresentação muito mais violenta e sangrenta do que realmente foi. Sim, é violento, mas existem regras que preservam o jogador. Regras que foram mudadas este ano, talvez por isso achei tranquilo o jogo. Por exemplo, antes era permitido o combate 2 contra 1, agora não mais. Percebi que quando um jogador é imobilizado no chão pelo adversário não existe pancadaria, eles ficam parados. A punição para quem não segue as regras também é muito severa: nunca mais poder participar de um jogo de calcio storico. E este risco nenhum deles quer correr!

Comemoração dos jogadores após fim da partida.
Se quiser assistir ano que vem as partidas do Calcio Storico Fiorentino, elas são realizadas numa arena montada na Piazza Santa Croce no mês de junho, sendo a final sempre no dia de San Giovanni (24 de junho). Vale a pena!

Alguns armários…mas nenhum arranhão?
Abaixo algumas fotos cedidas por um amigo que faz parte do corteo storico! (Grazie, Moreno!) Quem quiser ver mais fotos, acesse nossa Página Facebook!

Deixe seu comentário

2 comentários

  1. Olá Babi
    Gostei do artigo e tenho interesse em conhecer melhor as regras do Calcio Storico Fiorentino. Eu estava vendo uma final entre Azurri e Bianchi de 2013 e vi que existe a pontuação de 1/2 caccia. Então me perguntei: Qual a diferença técnica entre a 1/2 caccia e a caccia inteira? Se explicaram no vídeo eu não entendi, pois a narração era em italiano, idioma que eu não falo – só conheço algumas palavras. Procurei vários artigos em português (inclusive esse) para esclarecer esta dúvida e outras sobre as regras e não achei nada! Só que neste artigo li sua declaração sobre a "família fiorentina muito informada sobre as regras", então gostaria de saber se você poderia por favor esclarecer minha dúvida. Se puder me indicar uma fonte com as regras exatas (de preferência em português, mas serve em inglês 🙂 ) eu agradeceria muito. Se você tiver tempo e vontade para postar estas regras, aí vou agradecer mais ainda ;-). Obrigado pelo artigo e pela atenção…

  2. Oi, Wilson! A "mezza caccia" é marcada à favor do adversário quando ao atirar a bola em direção ao gol erram a mira. Eu tmb assisti à final desta partida! 🙂 Abraços!