15 Costumes Engraçados dos Italianos

Meus olhos ficaram mais atentos depois que escrevi meu último artigo – 20 Impressões de uma Brasileira na Itália – sobre os costumes italianos que me chamam atenção por serem muito diferentes dos nossos. Percebi que deixei de fora várias outras coisas e isso não era justo!!! hehe! ;D Segue uma listinha de costumes italianos engraçados… Espero que os amici levem na brincadeira desta vez!

1- Na Itália usa-se o “niente” ou o “nulla” no fim ou no início de uma frase. A pessoa está te contando uma coisa que aconteceu e de repente termina com um “…e nulla!”. Um repórter pergunta para um passante o que ele viu do fato ocorrido e ele começa a falar com um “Niente, io ero lí… bla, bla, bla...” Acho engraçado, mas o vício linguístico pega também em nós estrangeiros!

2- Na Itália durante o verão usa-se branco. Não importa a cor da moda nas vitrines prevalece o branco. Camiseta branca, calça branca, shorts branco, vestido branco, sandália branca, sapato (sim, até o sapato e masculino) branco. Se não, tem sempre um que resolve que aquele é, por exemplo, “O Dia do Roxo” e usa todos os acessórios dessa cor: sapato roxo, cinto roxo, bolsa roxa, lenço roxo…rsrs
3- Na Itália a comida é separada por etapas e elas não podem se misturar num único prato. Primeiro tem a entrada, depois a massa ou um risotto, depois uma carne ou peixe seguida (separadamente) de acompanhamentos. Assim, NUNCA, mas NUNCA mesmo você vai ver um italiano comendo carne e risotto ou carne e massa num mesmo prato. A salada come-se no fim e em um prato separado da carne. Por isso a fama dos almoços italianos demorarem horas e mais horas…
4- Na Itália os banheiros públicos são quase sempre únicos para homem/mulher/deficiente. A tranca NUNCA funciona bem. E geralmente as tais portas são de correr e ficam longe do vaso que é mais alto do que o comum (porque o banheiro é também de deficiente). Uma combinação dos infernos! Dá pra imaginar o drama para nós mulheres?!? 🙁
5- Na Itália assistir ao telejornal é um martírio. Poderia escrever um artigo inteiro sobre isso, mas vou resumir os principais pontos: Primeiro: Apresentadores. São geralmente mulheres muito bonitas, principalmente quando é jornal esportivo. Se vestem de forma exagerada e exuberante, com penteados armados, com acessórios enormes, brilhos e cores vivas. Vão pro carnaval? Segundo: Por aqui ainda não chegaram 2 aparelhos revolucionários do telejornal: o teleprompter e o computador. Os apresentadores se perdem com seus mil papéis pra dar a notícia, e a cada 2 palavras fazem uma pausa com um ããããããã pra dizer outras duas e depois ããããããã…. Terceiro: Conteúdo. Política ou crime passional ou fofoca. Sim, fofoca faz parte do telejornal. Fulano traiu Beltrana com Ciclana durante suas férias na Sardenha. Quarto: Trilha sonora. Eu não entendo porque as reportagens tem que ter a música da moda tocando de fundo… 😛
6- A Itália deve ser o único país do mundo onde coexiste na TV um crítico de arte “pop-star” e um porno-pop-star… Vittorio Sgarbi e Rocco Siffredi são igualmente conhecidos de norte a sul do país! Como são contraditórios! rsrs
7- Na Itália, eles adoram usar palavras em inglês, mesmo que exista já uma palavra em italiano para aquilo, e sempre com um sotaque todo especial! Às vezes é complicado de entender, pois eles não pronunciam o “h” no início das palavras e terminam elas com um “ã” final. rsrs… Exemplo: hall vira “allã“, show-room vira “shorrrumã“, wall vira “uólã” e, o meu preferido, Hulk (que está sempre na programação noturna da TV) vira “ulkã”!!! Eles dizem “Buon weekend” em vez de “Buon fine settimana”. E o mais interessante é que quando eles tem que dizer algo em inglês, dizem em italiano, tipo o grupo U2, eles dizem “u due”. 😛
8- Os carros italianos são dotados de um dispositivo especial, mas a maioria dos motoristas desconhecem a sua existência… a seta.
9- Os homens se dão um tapinha alinos países baixos, numa forma de brincadeira entre amigos… Imagina se isso poderia acontecer no Brasil!? Já ia entrar pra listinha de “coisas gays”… hehe
10- Na Itália, não importa se o tempo ainda não está frio o suficiente para usar casacos e cachecóis. Basta ser outono para o guarda-roupa de inverno começar a ser usado, mesmo que os termômetros ainda marquem 20°C. Enquanto isso, as americanas ainda usam shorts e sandália. Uma incongruência total!

12- Na Itália, o serviço bancário está atrasado de algumas décadas. Tudo é feito no papel, preenchido a mão, depois digitado no computador pelo atendente. Várias vias. Vária assinaturas. Assinaturas que não acabam mais. É um desperdício de tempo e de papel! Mais uma assinatura, por favor…

13- Os cinemas italianos fazem intervalo no meio do filme para os espectadores (princialmente) irem fumar, ou para ir ao banheiro. Estranho, mas tudo bem, só poderiam calcular melhor o momento de parar o filme que muitas vezes cai no meio de uma cena importante! E quando a segunda parte recomeça, nunca é no momento justo: ou muito antes, ou muito depois da pausa.

14- Na TV italiana a mulher é colocada seminua fazendo caras e bocas enquanto dança muito sexy em programas do meio da tarde e eu sinceramente não encontro um motivo desta presença no palco. Chega a dar vergonha alheia…

15. Antes de morar na Itália, durante a minha primeira viagem ao país quando ainda não entendia 100% a língua, eu achava que os italianos viviam brigando calorosamente nas ruas. Com o tempo e a vivência, descobri que eles gostam mesmo é de discutir tudo (principalmente política) e falam alto por natureza. Mas tranquilos que tudo não passa de uma conversa entre bons amigos! 🙂 Ninguém vai sair na porrada…

Esteve na Itália e observou algo de engraçado que deixei de fora da lista? Deixe seu relato aqui em baixo nos comentários! 🙂

Deixe seu comentário

30 comentários

  1. Anônimocomentou

    Olá…, aqui vai o meu comentário sobre o item 11. os filmes no cinema são todos dublados. Parabéns pelo Blog Babi.

  2. Babi e Debora, Por diversas passagens pelo Veneto, me lembro muito bem da existência deste tipo de mercantilismo. É uma feira geral, tem de tudo, do vestuário, ferramentas até os alimentos. Me chamou a atenção os tipos de furgões que são uma loja cheias de prateleiras e ao final do dia automaticamente tudo de fecha e no dia seguinte partem para outra cidade com rotinas semanais.

  3. Anônimocomentou

    entendi tudo ne

  4. Vera Mônicacomentou

    Olha, amei ! coloca mais coisas sobre os costumes italianos.

  5. Camilacomentou

    Amei saber sobre os Italianos

  6. Julianacomentou

    Achei seu texto muito divertido e bem escrito. Passei por uma situação por duas vezes em minha estadia por Roma: Chego em um restaurante, escolhi uma mesa para mim e minha prima. Pedimos uma pizza e duas taças de vinho. Quando do nada, me aparece o garçom colocando a conta em cima da mesa. Poxa…Eu não havia terminado de comer e quando fui dizer a ele em ingles que não havia terminado, e se quisesse um café ou uma sobremesa… Ele não entendeu nada e foi em direção ao meu prato para retirar! Eu fiquei em choque, me senti constrangida mas disse a ele que não havia terminado. Enfim, em um outro ristobar em Trastevere ocorreu a mesma coisa e aí eu não aguentei, perguntei porque eles faziam isso e ela me respondeu que seria para melhor controle. Enfim…para mim continuo achando deselegante, pois quando a conta chega é hora de ir embora e não consumir mais. Mas é um costume!

    1. Oi, Juliana! Ontem estava num barzinho aqui de Firenze com uma amiga brasileira que acabou de chegar do Brasil para morar aqui. E aconteceu a mesma coisa que vc descreveu e minha amiga fez o mesmo comentário: “que deselegante!”!!! É verdade… isso é comum em alguns bares, vc paga cada vez que o garçom trouxer uma bebida à mesa. Mas nunca havia visto isso em restaurante!!! Bom, se o lugar que vcs foram era ao aberto, fácil de sair sem pagar, provavelmente o restaurante já levou mto calote deste jeito! Mas se era fechado, não vejo realmente motivo. De qualquer forma, mto chato o modo como eles agiram tirando o prato da sua frente enquanto comia! Isso não se faz!!! :/

  7. reginacomentou

    Bom, para vc muitos hábitos podem parecer estranhos. Venho de uma cidade essencialmente italiana e nada disso me surpreende. Agora, Telejornais, mesmo no Brasil cada TV tem o seu estilo. Também temos cenas de sexo a tarde quando reprisam novelas do horário das 9. E para quem assiste Ratinho no Brasil, nada será de espantar na Italia. rs rs

  8. Ahhh… Que máximo Babi!
    Namoro um italiano, vou a Itália com certa frequência. Nos divertimos sempre e muito com a fusão dos costumes… Ri horrores com seu texto e descrições tão precisas e bem humoradas ! Faz muito sentido e quero saber por que esses homens “são admiradores tão persistentes das brasileiras”… Amo “vita mia”, feliz por viver este amor, mas as italianas são belíssimas!
    Volto para comentar as minhas experiências nas cidades italianas.
    Abraço forte!
    🇧🇷✍🏻(Rio de Janeiro)

    1. Oi, Elaine!!! Que bom que gostou do texto e entendeu o lado humorístico! 😉 Ainda vivo em florença e também namoro um italiano! 🙂 Adoro tudo!!! Um bjo pra vc e obrigada pelo comentário!!!