8 Imagens Mostram o “Medo” em Florença

Algumas pessoas me escreveram perguntando sobre como está a situação na Itália com relação ao medo do terrorismo. Recentemente o país foi ameaçado diretamente e o jornalismo brasileiro digamos que…. deu “muito pano pra manga”, disparando números impressionantes de como o medo do terrorismo teoricamente mudou a vida cotidiana do Italiano. Será mesmo?
medo

Sinceramente? A parte o maior policiamento e controle, eu não vejo mudança alguma no dia-a-dia da cidade. Separei algumas imagens de vários eventos e acontecimentos em Florença do início de 2016, para mostrar para vocês que ninguém está trancado em casa:


Capodanno em Florença

Mais de 30 mil pessoas na Piazza Pitti  para o show principal da noite de Ano Novo com os cantores Irene Grandi, Mannarino e Street Clercks, com a presença do prefeito de Florença, Dario Nardella:
“In piazza si vince l’inciviltà e la paura” – “Na praça se vence a incivilidade e o medo”
piazza-pitti-lotada-gonews
Show Pop na Piazza Pitti
Apesar dos boatos do grupo Anonymus ter evitado um atentado em Florença para o Ano Novo, milhares de pessoas também lotaram as praças da Signoria, San Lorenzo e SS Annunziata onde aconteceram outros show gratuitos organizados pela prefeitura.
Concerto de música Clássica na Piazza Pitti

Fonte: gonews.it – FirenzeToday – Ansa.it

Corrida às promoções

Dia 5 iniciaram oficialmente as liquidações de inverno. A corrida pelas melhores oportunidades causou fila de carros na entrada do principal outlet da região (cerca de 3 mil pessoas), fila também  na entrada do principal shopping da cidade (2,5 mil pessoas) e ruas do centro histórico lotadas! Aumento de 15% das vendas em comparação ao ano passado.
Via Calzaiuoli
saldi-ai-gigli
Espera da abertura do Shopping Gigli

 

Estreia Star Wars

O Cinema Odeon de Florença foi o primeiro a projetar o filme na Toscana. Sala lotada com a presença de mais de 300 espectadores. Na primeira semana de pré-venda online, foram vendidos mais de 50 mil tickets na rede UCI.

Fonte:  www.nove.firenze.it e www.lanazione.it

Fila de 3 horas no Uffizi no dia 3 de janeiro

No primeiro domingo de cada mês a entrada da maioria dos museus de Florença é gratuita. Na primeira edição de 2016 o Uffizi tinha uma fila de mais de 3 horas. Foram mais de 50 mil visitantes nos museus de Florença!

Piazzale degli Uffizi

Fonte: Firenzepost 

Feriado Prolungado

Dia 6 de Janeiro, dia de Reis também chamado aqui de “Befana”, é feriado nacional na Itália e muita gente aproveita a ponte Natal – Ano Novo – Befana para viajar. Este ano 2,4 milhões de italianos viajaram neste período, um aumento de 51% sobre o ano passado! Esse número mostra que devagarinho estamos saindo da crise! 🙂
 
 
Em Florença, no dia 6, acontece uma linda festa tradicional, a Cavalcata dei Magi, com centenas de figurantes vestidos à moda Renascentista, cavalos, jogadores de bandeiras e músicos! Milhares de pessoas, italianos e estrangeiros são atraídos à Florença para ver o desfile!

Fonte: www.ansa.it

Semana de Moda

Semana passada iniciou a temporada da feira de moda Pitti Immagine, que é dividida em 4 temas: Uomo (Homem), W (mulher), Bimbi (criança) e Filati (fios). A primeira é a mais importante e atrai gente de toda Europa, Ásia e Américas, inclusive brasileiros! Conclusão, caos total na cidade, principalmente no trânsito e falta de táxis. 
 
Mais de 36 mil visitantes, + 4% com relação ao ano anterior

Fonte: www.luxgallery.it

Policiamento

Como podem ver, a vida na cidade continua normalmente. Ninguém deixa de sair de casa, pegar ônibus, ir ao cinema, museus ou eventos com medo de ataques terroristas que, no fim das contas, são imprevisíveis. Ruas e praças continuam frequentadas seja por locais que turistas. Se algo de fato mudou, foi o aumento do policiamento e controle. Assim como em muitas cidades da Itália (e da Europa), as principais praças de Florença são atentamente vigiadas por 2 soldados do exército italiano, o que mostra que as autoridades não estão sendo levianas com o risco. Por outro lado, não deixamos o medo nos impedir de viver as nossas próprias vidas.
firenze-protegida
Eu fiz uma pesquisa informal com amigas que moram em outras cidades da Itália, como Roma e Milão, e também entre amigos fiorentinos para saber se eles, seus familiares ou amigos mudaram seus hábitos de alguma forma. Quando disse o motivo da pergunta, eles tiveram a mesma reação que eu tive: “mas que absurdo!”. Então de uma vez por todas: tá tudo bem por aqui. 🙂

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 comentário

  1. AvatarLucomentou

    Oi Babi!
    Que legal este post. É bom esclareceres mesmo, a mídia brasileira está fazendo tempestade em copo d'agua por qualquer assunto.