O que você Precisa Saber Antes de Subir à Cúpula do Duomo

“…uma estrutura tão grande, erguida sobre o céu, ampla o suficiente para cobrir com a sua sombra todo o povo toscano!” Assim o arquiteto e teórico Leon Battista Alberti descreveu a obra-prima do seu amigo Brunelleschi. Quando completada, em 1434, após 14 anos de construção, se tornou o símbolo da cidade de Florença! Visitar a cúpula de Brunelleschi é uma aventura árdua, do início ao fim, mas a recompensa ao chegar ao seu topo faz valer cada pingo de suor! Veja o que você precisa saber antes de encarar essa “aventura”:


Uma breve introdução histórica
A abside da grandiosa Catedral de Florença estava descoberta há quase 100 anos e ninguém havia ainda encontrado uma solução para cobrir os 54 metros de vão livre. O segredo da solução encontrada por Brunelleschi estava na “espinha de peixe”, um encaixe travado de tijolos (já usado no Pantheon de Roma), que permite que a cúpula seja auto-portante, ou seja, ela se sustenta por si só, sem a necessidade de estruturas de apoio para a construção. É possível ver a “espinha de peixe” durante a subida à cúpula que ainda hoje, depois de mais de 500 anos, continua sendo a maior cúpula em tijolo do mundo!
Como superar as 5 fases, sem enfrentar o chefão 😛
Não existe outro modo de chegar ao topo, se não subir os 463 degraus, divididos em 5 “fases”, da mais fácil à mais difícil (assim como nos joguinhos da Mario Bros…rsrs).
A primeira fase é “tranquila”, com rapas quadradas de escada, alternadas à plataformas que sobem em espiral. 
Fase 1 e Fase 2
A segunda parte é mais estreita e é uma subida em escada helicoidal, sem pausa. Eu não sofro de claustrofobia, mas enquanto subia, pensando que era um local sem janela, começou a me dar aflição, mas logo passou quando percebi que sim, tem janelinhas por onde entra ar! 🙂
Chegamos finalmente no corredor externo da parte baixa da cúpula, onde podemos recuperar o fôlego da subida e perdê-lo novamente ao admirar de perto os lindos afrescos do Juízo Final de Vasari e Zuccari!
Corredor ao redor da cúpula, onde é possível ver o “Inferno”, com o Diabo que come as condenados! Ao visitar a igreja, só é possível ver o Paraíso sobre o altar…
A partir da terceira fase é um “Deus no acuda”!!! As escadas passam a ser bem irregulares e o teto já começa a tomar a forma inclinada da cúpula. O sentido é duplo (até então era único), as passagens são estreitas e não tem ninguém para ajudar no “trânsito de pessoas”. Dá para perceber que algumas pessoas começam a passar mal com a falta de espaço.
Fase 3 – sobe e desce pelo mesmo caminho!
A quarta fase é uma escada beeem ingrime e cumprida que sobe a última parte da cúpula. Enfim, você chegará num “””hall””” com uma escada tipo marinheiro beeeem estreitinha, mas de poucos degraus, para finalmente chegar no topo! Só tem esta para subir e descer e, mais uma vez, não tem ninguém ajudando na organização de pessoas. 😛
Fase 4 – tudo que sobe, desce! Ainda bem que Brunelleschi projetou duas rampas nesta parte…rs
Finalmente chegamos na lanterna da cúpula e podemos admirar uma vista 360 graus por Florença!!! 😀
Algumas Dicas
#1 – Vista-se adequadamente
Muito importante usar tênis ou calçados bem presos aos pés para evitar de torcer o pé ou perder o sapato durante a subira e descida.
Se você viaja nos meses quentes do ano, use roupas leves. Se for nos meses frios, use casacos leves para amarrar na cintura e deixar as mãos livres para apoio. Leve um cachecol ou chale grosso para, chegando ao topo, se proteger do vento.
 #2 – A cúpula não é para todos
Como você pode intuir, se sofrer de claustrofobia, problemas cardíacos ou de locomoção, melhor ir ver a vista panorâmica do Piazzale Michelangelo 😉 
Cúpula com criança? hummm… Bem, não existe idade mínima de regulamento para subir, mas não recomendaria subir com crianças menores de 10 anos…

Vista para a Piazza della Signoria

#3 – Evitar filas
Não é possível reservar horário de entrada e saltar a fila como nos museus… Então, a única solução é acordar bem cedo para pegar a abertura das portas, às 8:30. Depois a fila só aumenta, com espera beeem longa de até mesmo mais de 2 horas!
#4 – Só nos Domingos…
…é possível reservar a visita e saltar a fila! Compre o ingresso antecipado pelo site oficial e reserve o horário de entrada  na Cúpula (entre 13h e 15h30) sem taxas extras. 
http://www.ilgrandemuseodelduomo.it/
Informações Gerais
O ingresso para visitar a cúpula custa 15 euros e inclui também a entrada no Batistério, no Campanile de Giotto e Museo dell’Opera del Duomo. Vale por 24 horas à partir do primeiro utilizo, ou seja, se você entrou na cúpula hoje às 10 horas, você tem até às 10 horas de amanhã para visitar o Campanile e o Batistério. Por isto, guarde bem ele!
A bilheteria fica na Piazza di San Giovanni em frente à Porta Norte do Batistério.
A entrada para a cúpula fica no lado Norte (Porta della Mandorla) e a saída no lado Sul (Porta dei Canonici).
Horário de verão:
seg-sex das 8:30 às 18:20
sáb das 8:30 às 17:00
dom das 13:00 às 16:00

Deixe seu comentário

6 comentários

  1. Nossa que escada bizarra!! Acho que não vou ter coragem, que pena, guardarei minhas energias e coragem pra Cúpula de São Pedro em Roma! abs.

  2. Olha, Leidiane…. eu nunca subi na cúpula de Roma, mas não acho que vai ser mto mais fácil não, viu?! rs… Michelangelo se inspirou na cúpula de Brunelleschi para realizar São Pedro e provavelmente o aperto é o mesmo! 😛 Depois me conta como foi! 😉 Bjs!

  3. vai ser fácil mesmo não…rs…mas como o joelho não aguenta, vou ter que escolher!! depois conto aqui! bjss

  4. Liviacomentou

    Olá Babi,
    Estou indo para Florença no período de 24 a 26/03 – sabes dizer se pegarei muito frio???
    Estou na maior dúvida de como fazer a mala!!!
    =(

    1. Oi, Lívia! É…período difícil de se prever… Não vai estar nem super frio, nem super calor. É aquele período que de dia se tiver sol, está calorzinho e de noite esfria. Então traga casacos meia estação, calças e vestido longo… Acho que ainda não vai dar para usar shorts. 😉

      1. Livia Arcoverdecomentou

        Ótimo Babi!!!
        Vou levar alguns vestidinhos e usar com meia grossa… Botas e tênis!!! Muito obrigada pela ajuda! Bjos!
        =)))