Dicas e Dúvidas sobre Dirigir na Itália

A melhor maneira de conhecer a Toscana é alugar um carro e passear tranquilamente pelas diversas cidadelas e borgos medievais, aproveitando a paisagem entre uma parada e outra. Porém, muita gente fica insegura em dirigir no exterior por não conhecer bem as ruas ou mesmo as regras de trânsito do local. Resolvi dar uma ajudinha à você que se encontra nesta situação, tirando as principais dúvidas sobre dirigir na Itália!

dirigir-na-italia

Carteira de motorista

Você pode dirigir na Itália usando a Carteira Internacional de Motorista.

ZTL – Zona di Traffico Limitato

O centro histórico de Florença é delimitado pela ZTL e controlado por câmeras instaladas nos portais de entrada. Atenção à eles! São indicados por uma placa branca e uma luz vermelha. O horário de bloqueio é de segunda à sexta das 7:30 às 19:30, sábado das 7:30 às 18:00, domingo e feriados a entrada é livre. Nos horários livres a luz indica verde. Motos podem circular livremente.

mapa-ztl-firenze2
Mapa da ZTL Firenze

Estacionamento

As vagas nas ruas são organizadas por cores. Quando delimitada com faixas brancas é exclusiva de residentes, amarela é para deficientes, taxis e ônibus e azul é a pagamento. Procure pelo Parquímetro e insira moedas, você verá no visor as horas correspondentes ao valor que inserir. Domingo os estacionamentos são grátis.

parquímetro
parquímetro

De quem é a preferência

Pedestres e ciclistas possuem a precedência. Reduza a velocidade próximo ás faixas de pedestres pois se alguém quiser atravessar, você é obrigado a parar.

Limite de Velocidade

Autostrada (como a A1, A2…) – 130 km/h
Estrada Extra-urbana Principal (como a FI LI PI) – 110 km/h
Estrada Extra-urbana Secundária (Superstrada, como a Firenze-Siena) – 90 km/h
Avenidas (Viale) – 70 km/h
Ruas locais – 50 km/h

radar-de-velocidade
Estes são os “Autovelox”, o controle eletrônico de velocidade.

Dirigir em terras de Bacco

Por aqui as pessoas são muito responsáveis com beber e dirigir, e raros são os incidentes por este motivo. Os bares são obrigados a ter na saída um bafômetro para medir a quantidade de álcool no sangue. O limite tolerado por lei de álcool deve ser inferior a 0,5 g/L.

Pedágio

O sistema de pedágio na Itália é muito inteligente. Ele é valido somente para as Autostradas, como a A1 que faz Milão, Bologna, Firenze, Roma e Napoli. Paga-se somente os quilômetros rodados. Sendo assim, ao entrar na autostrada você pega um bilhete que será entregue somente na saída da autostrada. O guichê pode ser tanto automático como ter um atendente e aceita dinheiro e cartão de crédito. Observe o método de pagamento no cartaz sobre cada guichê antes de escolher a fila e cuidado para não entrar no Telepass (tipo sem-parar)

Pedágio na Itália
Pedágio na Itália

Abastecimento

Não é sempre que encontramos um frentista para nos atender no posto de gasolina. Fora do horário comercial, incluindo a pausa almoço, o serviço é self-service. Funciona assim: procure pela máquina automática (que parece um caixa eletrônico), geralmente posicionado entre as bombas de abastecimento. Cada bomba é identificada por um número que possui o seu correspondente na máquina. Insira o dinheiro ou cartão e selecione a sua bomba. Se usar dinheiro, o crédito será transferido para a bomba selecionada e o abastecimento irá ser interrompido no momento que atingir o valor inserido. Se pagar com cartão, o valor pago será correspondente à quantos litros for utilizado, ou seja, quem determina o momento de parar o abastecimento é você e não a máquina. Só então será completado o pagamento e a máquina automática te dará o ticket. Última coisa, um pouco de vocabulário: gasolina = benzina (verde) – disel = disel o gasolio (amarelo ou azul).

posto-de-gasolina-auto-atendimento
Maquina para pagamento e fornecimento self-service

 

Deixe seu comentário

31 comentários

  1. Perciocomentou

    Ma che!!! Dirigir na Itália é sinônimo de multas. Três minutos depois de alugar o caro na maggiore em Firenze levei a primeira, poucas horas depois estacionando em Chiante foi a segunda!!! Meno male che as multas que não são descontadas diretamente no cartão de crédito , aquelas que chegam meses depois pelo correio, não se paga e ndo da em nada!!!

  2. JOAOcomentou

    ADOREI OS COMENTÁRIOS, MUITO PERTINENTES. JA ME TRANQUILIZOU SOBRE AS REGRAS. VALEU PELAS DICAS… ABRAÇOS

  3. Ana Paula Mariotocomentou

    Informações muito úteis! Obrigada

  4. Douival Marcvelo C Carneirocomentou

    Achei muito legal e prático (Util) os seus posts…Esta me ajudando aqui na Italia, sairei de Roma e irei para a Toscana de carrro e esta me ajudando mesmo….Obrigado

    1. Oi, Douival! Que bacana saber que o Viva Toscana está sendo útil na programação da sua viagem! Obrigada por deixar seu comentário! Abraços!

  5. Eli Licurgocomentou

    Bom Dia Para Nós Dois , parabéns pelas informações , muito muito boa , gostei muito , vou colocar em prática na minha viagem no final do mês,
    Só uma dúvida, na Itália só vale a carteira internacional ? A que Eu tenho aqui no Brasil ela só não vale?

    1. Oi, Eli! Junto da sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação), você precisa trazer a PID (Permissão Internacional de Direção) OU uma tradução juramentada da CNH. Obrigada pela visita e recadinho! 🙂 Abraços e boa viagem!!!