Arquitetura Oculta – O ‘Liberty’ Toscano

Quando se fala em “Toscana”, qual é a imagem que vem à sua cabeça? Se sua resposta não foi “os vinhedos do Chianti”, com certeza a imagem mais marcante que temos da Região é a sua arquitetura de linhas clássicas e cores quentes. Vermelhos, amarelos, laranjas, terracotta, marrons… Sem se esquecer daquela janela verde, talvez envolta por uma trepadeira florida, ou com a floreira de gerânios no parapeito…a luz quente do pôr-do-sol, com um céu azul emoldurando a paisagem….Consegui descrever bem a imagem à sua cabeça?

Villino Broggi-Caraceni (1910-11)
Pois, então, este artigo vem hoje para quebrar esta imagem uniforme que temos da Toscana! Acreditem ou não, existem alguns exemplares escondidos de casas seculares em outros estilos de arquitetura na cidade de Firenze! Me refiro ao estilo Liberty, mais conhecido por Art-Nouveau.
Detalhe sacada Villino Broggi-Caraceni
Foi no dia que resolvi mudar o caminho para o escritório que “descobri” um destes exemplares de arquitetura estilo Liberty. Impossível não chamar atenção aquele edifício cheio de curvas e ricamente decorado, posicionado entre dois outros edifícios rigorosamente de linhas retas clássicas. Parei para fazer uma foto.
Casa-Galleria Vichi (1911)
Mais de um ano depois, durante uma aula de história do design, vim a descobrir que aquele edifício era de um arquiteto muito importante da história do Liberty na Toscana. Seu nome era Giovanni Michelazzi, fiorentino que viveu entre 1879 e 1920. Também fui apresentada às suas outras obras de igual importância que estão distribuídas por Firenze e ocultadas pela arquitetura dominante da cidade.

O Art-Nouveau, conhecido na Itália por “Liberty”, surgiu entre o fim do século XIX e início do século XX e tomou um caráter rebelde, provocatório e anti-acadêmico por tentar revolucionar a arquitetura da época que seguia estilos historicistas como o clássico e o gótico. Tentava-se criar algo novo, nunca antes experimentado. Foi um estilo que se espalhou por todos os campos da arte: arquitetura, pintura, ilustração, publicidade, móveis, decoração, etc… Grandes exemplos deste movimento são o catalão Antonio Gaudì (que dispensa apresentações) e o polonês Alphonse Mucha que viveu em Paris e é conhecido pelos seus postais com ilustrações ricamente decoradas.


Detalhe ornamentos Casa-Galleria Vichi
Detalhe janela Casa-Galleria Vichi
Mas voltando a Firenze, além da casa que eu por acaso “descobri”, chamada Villino Broggi-Caraceni (Via Scipione Ammirato 99), existem outras 2 obras de Giovanni Michelazzi que eu gostaria de apresentar à você. Tão impressionante quanto o Villino, a Casa-Galleria Vichi (Via Borgo Ognissanti 26) também é de cair o queixo! Suas formas inusitadas para a paisagem padrão de Firenze torna-a quase impossível de não ser notada! É simplesmente o único exemplar de estilo Liberty no centro histórico de Firenze! Por isso, não deixem de visitar.


Fachada Villino Lampredi (1908-09)
Infelizmente, muitos edifícios deste estilo foram demolidos durante as duas Guerras, restando poucos para serem admirados. Outro exemplar que resistiu ao século XX é o Villino Lampredi (via Giano della Bella 13), próxima a Piazza Tarso. O elemento que caracteriza este edifício são os dois dragões alados que sustentam a varanda do segundo andar e molduram a porta de ingresso. Especial atenção à rica elaboração das grades em ferro.


Detalhe dragão alado Villino Lampredi
Detalhe janela Villino Lampredi
Para quem quiser conhecer mais sobre Giovanni Michelazzi, segue uma lista das suas demais obras:

  • Villa di Viale Michelangelo 59 (1904, demolida, Firenze)
  • Villino Lampredi em Via Giano Della Bella 9 (1907-1910, Firenze)
  • Villino Ravazzini em Via Scipione Ammirato 99A (1907, Firenze)
  • Villino Galeotti-Flori em Via XX Settembre 72 (1914-1915, Firenze)
  • Na Toscana encontra-se outros exemplos de estilo Liberty nas cidades de Montecatini e Viareggio.

    Deixe seu comentário

    2 comentários

    1. Anônimocomentou

      Uma grande surpresa, ótimo post!