Galleria dell’Accademia – O que ver Além do David

A principal atração que traz todos os anos centenas de milhares de visitantes para a Galleria dell’Accademia em Florença é sem dúvida alguma o David de Michelangelo, o original. Sim, aquela estátua que se encontra em frente ao Palazzo Vecchio é uma cópia! Além do David, a Accademia também expõe outras obras de Michelangelo, cerca de 300 quadros de 1200 à 1500, gessos de esculturas de 1800 e  instrumentos musicais da coleção Medici e Lorena. O museu é pequeno, mas oferece grande diversidade de artes! Veja neste artigo o que não deixar de ver durante a sua visita à Galleria dell’Accademia de Florença.
 
David de Michelangelo
David de Michelangelo
Sala do Colosso
Esta é a primeira sala do museu, onde ao centro está o gesso preparatório do Rapto das Sabinas de Giambologna. A estátua original fica na Loggia dei Lanzi na Piazza della Signoria. Aqui encontramos exemplos dos principais artistas ativos em Florença no século XV e início de XVI. 
Sala del Colosso
Sala del Colosso
 
Entrando, na parede à sua direita, olhe com atenção o curioso e escuro quadro de Paolo Uccello com Cenas de Vida Monástica. Entre os personagens, São Bernardo, São Benedito, São Francisco de Assis e São Jerônimo. Logo ao lado um quadro comprido de cores muito acesas. É o Cassone Adimari do LoScheggia, o irmão do Masaccio, que representa uma cena de matrimônio com o Batistério de São João Batista ao fundo. Logo acima, à esquerda, uma Madonna col Bambino e São João Batista da fase jovem de Botticelli.
sala-del-colosso-1
 
Na parede à direita, um grande painel com Deposição da Cruz feito por duas mãos: na parte superior por Filippino Lippi (filho de Filippo Lippi), e a parte inferior por Pietro Perugino. Em 1504 Filippino morre e é substituído pelo Perugino para completar a obra. Ao lado, um outro grande painel de Perugino com a Assunção da Virgem Maria.
 
sala-del-colosso-2
Galeria dos Prisioneiros
Eu sei que assim que vocês ultrapassarem a porta e entrar na Galleria dei Prigioni, a segunda sala, os seus olhos vão ser atraídos imediatamente pelo David! Contenha a vontade de correr até ele e admire as obras inacabadas de Michelangelo que se encontram neste corredor.
 
Galleria dos Prisioneiros
Galleria dos Prisioneiros
 
São 4 Prisioneiros ou Escravos eram destinados ao quarto projeto para o túmulo do Papa Júlio II della Rovere. Michelangelo chama este projeto de “a tragédia da minha vida”, pois foram 6 versões feitas ao longo de 40 anos. Os escravos são um exemplo da técnica do “non finito” de Michelangelo, quando ele propositalmente não dá o acabamento liso às obras.
prisioneiros-de-michelangelo_accademia
 
Entre os dois pares de Prisioneiros, encontramos o São Mateus, a única escultura realizada (e abandonada pela metade) da encomenda que o Duomo lhe havia feito de 12 estátuas com os 12 Apóstolos.
pieta-e-san-matteo-michelangelo_accademia
 
Antes de chegar ao David, à direita, encontramos uma das 4 Pietà realizadas por Michelangelo ao longo de sua vida, conhecida como Pietà di Palestrina.
 
O David de Michelangelo
Aqui no Viva Toscana tem um artigo inteirinho dedicado ao David de Michelangelo, talvez a estátua mais famosa do mundo! [Leia aqui]
 
Braços da Tribuna
Trata-se de obras de artistas contemporâneos ao Michelangelo. Destaque para a ala à esquerda com a Deposição da Cruz de Agnolo Bronzino e a Anunciação de Alessandro Allori.
 
braco-esquerdo-accademia
 
Gipsoteca
A Accademia era uma escola de arte, fundada em 1784 pelo Grão-Duque Pietro Leopoldo de Lorena. Nesta sala encontramos diversos gessos preparatórios realizados pelos alunos e professores da escola. As obras mais importantes são de Luigi Pampaloni e Lorenzo Bartolini que possuem obras espalhadas por toda Florença, como a estátua de Maquiavel no Piazzale degli Uffizi, ou o estátua de Brunelleschi na lateral direita do Duomo que observa a sua obra-prima, a cúpula.
Salas de 1200 e 1300
Depois de admirar quadros do Renascimento, pode ser um choque entrar nesta sala! Aqui voltamos à arte Gótica Bizantina, com painéis fundo oro e figuras religiosas hieráticas, inexpressivas e pouco volumétricas. Adoro em especial a grande obra à esquerda com a representação da Árvore da Vida feita por Pacino di Buonaguida. Com precisão miniaturística, o artista representa cenas da Gênesis e da história de Cristo.
pacino-di-buonaguida-albero-della-vita
 
 
Na Sala à direita, obras de Giotto e seguidores da sua escola, e à esquerda, obras dos irmãos Orcagna.
 
Um Bônus que você não esperava encontrar
Pouca gente sabe e muita gente passa batido pelo Museu dos Instrumentos Musicais. Acontece que ele fica em uma posição escondida, “nas costas” no visitante. Quando estiver na Sala do Colosso, antes de seguir o percurso à esquerda em direção ao David, vá para a direita.
 
A coleção reúne cerca de 40 instrumentos musicais dos séculos 17, 18 e 19 que provém das Famílias Medici e Lorena. Entre elas está o Piano Vertical mais antigo que se tem notícia, de 1739.
 
Segundo Andar
Não é sempre que o segundo andar da Galeria está aberto. Caso queira ver outros exemplos de arte gótica, aqui você encontrará obras da segunda metade de 1300 e início de 1400 de artistas como Spinello Aretino, Lorenzo Monaco e Bicci di Lorenzo. Destaque para a Anunciação de Lorenzo Monaco.
 
1410-annunciazione-accademia
Informações Úteis
Dias de abertura: terça à domingo (fechado no ano novo, 1 de maio, Natal)
Horário: das 8:15 às 18:50
Duração da visita: cerca de 1h30
Ticket: 8€ (em caso de exposições especiais, €12,50)
Aconselho fazer a reserva dos tickets por 4€ [saiba mais aqui]
GRÁTIS no primeiro domingo do mês
 
O Viva Toscana oferece entre os seus serviços a visita guiada à Galleria dell’Accademia. Para saber mais, [clique aqui]. Preços à partir de 20 euros/pessoa.

Deixe seu comentário