Mitos e Verdades sobre Florença e Toscana

Enquanto ainda não conhecemos pessoalmente uma cidade, temos em mente uma espécie de pré-conceito sobre ela, coisas que lemos ou que escutamos de outras pessoas que já a visitaram, mas que talvez não a conheçam de fato tão profundamente. Daí nascem os mitos e as afirmações generalizadas, que eu estou prontinha para desmenti-las pra vocês! hehe! 😉

“Em Florença só tem edifícios antigos.”

É verdade que as cidades italianas são extremamente protetoras com o patrimônio histórico e, por consequência, sobra pouco espaço para novas construções. Mas por sorte, em Florença consigo citar alguns (poucos) exemplos: Le Murate, Centro Comercial de Novoli, Palazzo del Tribunale di Giustizia, Opera Firenze, Igreja de São João Batista e Complexo Residencial CasaClima A.
construcoes-modernas-em-florenca
Você diria que estes edifícios se encontram em Florença???

“Em Florença só tem Renascimento”

Sabia que no século XIV Florença era a terceira maior cidade da Europa? Sabia que a sua moeda de então, o fiorino d’oro, era considerado como o dólar de hoje? Se Florença pôde se tornar o “berço do Renascimento”, foi graças à sua prosperidade em época medieval! Basta pensar nos edifícios construídos nesta época e que são as principais metas turísticas da cidade: Duomo di Santa Maria del Fiore, Igreja de Santa Croce, Palazzo Vecchio, Igreja de Santa Maria Novella…

nao-so-renascimento
Mas se o que você quer ver é arte moderna e contemporânea, opção é que não falta: no último andar do Palazzo Pitti tem o Galleria di Arte Moderna com obras de 1700 a 1900; Na Piazza di Santa Maria Novella foi inaugurado em 2014 o Museo del 900′ com obras de 1800 e 1900; O Palazzo Strozzi e o Museo Salvatore Ferragamo costumam hospedar mostras temporárias de arte moderna; No Palazzo Medici-Riccardi, além do acervo permanente, também organizam mostras temporárias de arte contemporânea e fotografia.

“Florença é pequena, dá pra fazer em 1 dia!”

A primeira parte desta afirmação pode até ser verdadeira, pois Florença conta com pouco mais de 550 mil habitantes e a maior parte do seu patrimônio histórico e artístico estão em distâncias que podem ser facilmente percorridas à pé! Mas a segunda parte é um erro dos grandes!!! Florença não é feita somente da Piazza Duomo, Piazza della Signoria, Uffizi, Accademia e Ponte Vecchio. A primeira vez que vim à Florença à turismo, fiquei 3 dias e não consegui nem atravessar o Rio pra conhecer Palazzo Pitti e o Oltrarno! E digo mais, moro em Florença há mais de 6 anos, sou guia e por incrível que pareça ainda tenho muito a explorar e conhecer!

florenca-menos-conhecida
Um desafio pra vocês: Conseguem adivinhar onde estamos em cada uma das fotos???

Eu acredito e defendo o slow travel, um turismo de qualidade, sem pressa e que te dá a chance de conhecer de fato uma cidade, coisa que você não faz em apenas um dia e muito menos em poucas horas! Qual seria então um período adequado para conhecer Florença? Prometo que vou postar aqui no blog um artigo com roteiro de 4 dias por Florença para convencer vocês que vale à pena passar mais de um dia qui! 😉

“Na Toscana é tudo pertinho, dá pra fazer várias cidades em um dia só!”

Sim e não. Entendo que para nós que somos de um país enorme como o Brasil, a escala Itália e Toscana parece irrisória. Você vai no Google Maps e vê que Florença está a 80 Km de Pisa, Pisa está a 60 Km de Volterra e Volterra está a 30 Km de San Gimignano, daí pensa: “Fácil! Vou fazer tudo num dia só!” Desculpe jogar um balde de água fria em você, mas não, não vale à pena. Você vai passar mais tempo do seu dia dentro do carro, dirigindo, que visitando as cidades do seu roteiro.

cidades-da-toscana
6 cidade em um dia só?!? Tem quem faça este pecado, sacrificando o almoço! :O Não vale a pena!

A maioria das estradas que interligam essas pequenas cidades da Toscana são internas, com limite de velocidade de 50 Km/h, e nem que você queira dá para ir mais rápido, pois elas são muito tortuosas. Logo, esses míseros 60 Km de distância, você irá percorrer mais de 1 hora. À parte tudo isso, insisto: slow travel. Não mais de 2 cidades por dia, combinado? 😉


“Não é legal ir pra Toscana no inverno”

Cada estação do ano é mais propicia pra fazer certos programas. Sabe qual é a maior vantagem do inverno? Os museus de Florença não tem fila!!! Nem o Uffizi, nem a Accademia, que são os mais concorridos. Sem falar que com o museu vazio você pode admirar a beleza de suas obras na maior tranquilidade, sem ter que ficar disputando a cotoveladas por um espacinho diante do Nascimento de Vênus de Botticelli! Se o orçamento pra viagem é apertado, está aí mais um motivo pra vir no inverno (não no Natal, Ano Novo e Befana), pois os preços dos hotéis caem de até 30%!
estacoes-do-ano
O Chianti no outono, inverno e verão
O que não é legal fazer no inverno: visitar pequenos burgos medievais fora do roteiro tradicional turístico, como Castello di Montefioralle, Certaldo ou Volpaia, pois muitas lojas fecham, tem poucos visitantes e a cidade vai parecer sem vida. A paisagem das zonas vinícolas muda muito no inverno. Você verá os vinhedos sem folhas, mas com a sorte de pegar um dia bem frio de sol pode ser que veja o espetáculo das colinas que saltam da neblina baixa! Sem falar que o friozinho é muito mais convidativo para degustar vinhos tintos, não é mesmo? 😉

Este artigo faz parte de uma blogagem coletiva! Veja também:

Mitos e Verdades sobre Veneza, por Isa Discacciati
Mitos e Verdades sobre Milão, por Magê Santos
Mitos e Verdades sobre Roma, por Luciana Rodrigues

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

11 comentários

  1. AvatarGiulio Cesare Stancatocomentou

    Gostei do artigo principalmente porque avaliou sob diversos ângulos, mostrando os prós e contras de cada passeio. Eu e minha esposa, particularmente, preferimos visitar a Toscana entre março e maio.

    1. Olá, Giulio! Esses meses são realmente ótimos para visitar a Toscana! Primavera à mil!!! 🙂 Obrigada pelo comentário! Abraços

  2. AvatarJulienecomentou

    Olá… você é guia em Florença? Faz serviço de Guia para Toscana? Que roteiro vc sugere para dois dias de passeio pela Toscana?

  3. AvatarErcília Maria Hurtadocomentou

    Eu fui a Florença em 2005 ,! É fiquei maravilhada! Pretendo se o governo deixar ir ano que vem ! Obrigada pelas dicas !

  4. Oi, Mage! Disse tudo! "Conhecer" é diferente de "viver". Aliás, esta é a proposta do blog: VIVA Toscana! 😉 Baci mille!

  5. Oi, Mage! Disse tudo! "Conhecer" é diferente de "viver". Aliás, esta é a proposta do blog: VIVA Toscana! 😉 Baci mille!

  6. 6 cidades em um dia? Acho que a coisa errada são as pessoas que querem só "conhecer" a Toscana, em vez de tentar vive-la um pouco, com calma. Concordo com vc quanto ao slow travel… e que lugar melhor que a Toscana para começar?

  7. Obrigada, Lu! Os seus mitos e Verdades tmb estão ótimos! Bjinhos e obrigada por deixar o comentário! 😀

  8. Oi, Fe! Acertou a primeira! São esculturas de Michelangelo que ficam na Sacristia Nova da Igreja de San Lorenzo! 😉 Bravo!!!

  9. Uma das minhas melhores viagens à Toscana foi justamente em pleno Janeiro! Vamos desfazer esses mitos kkkkkk. Parabéns pelo post, Lu.