História e Tradição no Chianti

Entre tantas lembranças da minha infância, uma das mais marcantes (e também mais distantes) é a visita de domingo à mercearia do meu avô sempre acompanhada de uma barra de chocolate Lolo. Como bom comerciante português, a Mercearia São Roque do Seu Alberto e Dona Judith era conhecida em todo o bairro dos Jardins de São Paulo. Infelizmente, o seu destino foi igual ao de tantos outros pequenos comerciantes que foram obrigados a fechar supridos pelas grandes e modernas redes de lojas e supermercados. Na Itália ainda é possível encontrar o comércio de bairro que pertencem às mesmas famílias há gerações. A história e a tradição são muito valorizadas e apreciadas pelos italianos, não somente quando falamos de arte e arquitetura mas também quando o assunto é culinária. 
Na região do Chianti, território entre Firenze e Siena onde um dos vinhos toscanos mais famosos é produzido, existem dois açougues muito tradicionais que atingiram fama internacional pelas deliciosas iguarias produzidas que vão muito além de carne crua por quilo. Aliás, esqueça que trata-se de açougues, pois estes locais são únicos!
Antica Macelleria Falorni

Estamos em Greve in Chianti, a primeira cidade da zona do Chianti para quem sai de Firenze em direção à Siena. A vida desta cidade está concentrada na grande praça principal, Piazza Giacomo Matteotti, cercada por pórticos que abrigam restaurantes, bares, cafés, lojas e onde há séculos encontra-se a famosa Antica Macelleria Falorni.
Ao entrar na loja uma explosão de aromas irá invadir suas narinas. Será quase possível sentir o sabor somente pelo cheiro. Salames, presuntos e queijos estão por todos os lados, forrando paredes e teto. Este é o local ideal para comprar as especialidades da região. A produção utiliza somente carne de criação própria e raça local, elaborada com o acréscimo do vinho Chianti Classico e ervas aromáticas.
Porão onde são armazenados os queijos
Há poucos meses a Falorni disponibilizou aos seus clientes a possibilidade de degustar suas especialidades no próprio local. Estive neste fim de semana em Greve para conferir a nova proposta de serviço. O sistema é self-service: escolha o que deseja no menu, vá ao caixa, pague e com o ticket peça no balcão o seu pedido. Para acompanhar uma tábua de frios, nada melhor que vinho e aqui entra um sistema bem diferente e divertido! Existem 4 máquinas dosadoras de vinho que lhe permitem servir-se sozinho com a utilização de um cartão pré-pago. São cerca de 20 etiquetas à escolha para uma dose degustação ou meio copo. O preço varia entre €2,50 e €5,50. As mesas ficam eu um terraço coberto voltado para a praça.
Tábua de frios “di Lorenzo” 7€ (pequena) – 13€ (grande)
Antica Macelleria Cecchini
Localiza-se na parte baixa de Panzano in Chianti, onde há mais de 250 anos a família Cecchini construiu sua tradição na elaboração da carne bovina. Dario Cecchini, à frente do negócio há mais de 38 anos, levou o nome da família à fama mundial desenvolvendo seu trabalho com muita paixão e alegria. Tem o curioso costume de recitar versos de Dante enquanto trabalha! Sempre presente no açougue recebe os clientes com sorriso e bom humor, principalmente se forem brasileiros como seu braço direito Cido que há 10 anos trabalha ao lado de Dario. Na loja os clientes são recebidos com um especial benvenuto: vinho e uma mesa onde degustar algumas das especialidades da casa. 
Teraço Dario Doc
Dario Cecchini propõe 3 maneiras de abordar a degustação da carne que provém de criação própria. São 3 restaurantes: Dario Doc (para os menos gulosos), Solociccia (para os gulosos) e Officina della Bistecca (para os super gulosos).
Sala da Officina della Bistecca
Dario Doc oferece 3 opções no menu que joga com o conceito de fast-food de qualidade: MacDario (10€), SuperDario (15€) e Accoglienza (20€). Solociccia oferece um menu fixo à 30€ com 6 pratos de carne feitos com diferentes partes do boi, acompanhados de verduras da estação. Officina della Bistecca é um menu fixo à 50€ que propõe pratos com carne crua e as nobre bistecas à Fiorentina, à Pansaneze e a Costata.  Preços honestos e qualidade garantida!
MacDario
Adoro ir no Dário por vários motivos: primeiro porque a recepção é sempre calorosa, segundo pela qualidade e honestidade do que é servido, terceiro pela atmosfera do lugar! Como arquiteta, não poderia deixar de reparar no modo como os restaurantes foram decorados. A estrutura, como não poderia deixar de ser, é antiga e foi valorizado o seu aspecto rústico. Utilizando mobiliários neutros combinados com peças de design coloridos e a iluminação ideal, o resultado do contraste de estilos criou uma atmosfera moderna sem deixar que o cliente se esqueça que está na Toscana. 
Mesa de degustação
Loja do açougue

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

8 comentários

  1. AvatarCarlos Gomescomentou

    Olá Babi, Seu blog foi um tremendo “achado”. Eu e minha esposa Rosa vamos estar nesta região agora em Abril e iremos visitar o Dario e o Il Vescovino. grato e parabéns pelo trabalho.
    Carlos Gomes, Indaiatuba-SP

    1. Oi, Carlos! Que bacana, fico feliz! Obrigada por deixar seu comentário!!! 🙂 Abraços e boa viagem!

  2. AvatarLeopoldocomentou

    A Toscana…….a Itália, tudo maravilhoso!!!

  3. AvatarEdvaldo Moraescomentou

    Maravilhoso, estou indo conhecer em Maio chianti, Toscana e a minha casa.

  4. Oi, Ivete! Tenho uma boa indicação pra vcs! Me mande um email para conversarmos melhor! Bjs

  5. AvatarAnônimocomentou

    Estaremos na Toscana agora em abril, somos 4 amigas, e gostaríamos muito de fazer umas aulas rápidas de cozinha toscana. Ficaremos num agriturismo em Greve in Chianti por 3 dias e se você souber nos indicar algo bem divertido e básico na região agradecemos. Ivete

  6. Já tive o prazer de aproveitar um almoço de domingo na Officina della Bistecca do Dario Cechinni… Simplesmente maravilhoso… lembranças que não se apagarão tão cedo…