10 Coisas que Amo na Minha Vida na Itália

No ano de 2013 atravessei um momento de muita dúvida se voltar ou não pro Brasil… O que me fez ficar? Bem, aqui estão alguns motivos: as coisas que mais amo na minha vida na Itália! <3

certaldo_07
Certaldo

1. Participar de eventos culturais gratuitos

São várias as iniciativas públicas que nos proporciona uma vida cultural agitada! Algumas delas são a Domenica del Fiorentino, com entradas e guias gratuitos nos museus estatais para os residentes, e Una Notte nel Museo, abertura noturna extraordinária de alguns museus italianos com ingresso gratuito. Os residentes da cidade de Firenze entram grátis em vários monumentos da cidade. Além destas oportunidades gratuitas, as pagas não custam um absurdo, como por exemplo  o festival de música Melodia del Vino que custa 15 euros e uma noite no Teatro del Sale que por 35 euros oferece teatro e jantar de altíssima qualidade!

Onde está a Babi??? rsrs                                                                         foto: divulgação

2. Fazer aperitivo com as amigas

Uma das coisas que mais adoro fazer!!! O aperitivo é uma “invenção italiana” que amo! Consumindo um drink, o bar te oferece uma mesa de buffet com comidinhas várias à vontade que às vezes incluem até mesmo risotti e carnes! Os preços e a qualidade/variedade do buffet variam muito. Gasta-se de 5 à 12 euros por um drink. A gente sempre pede uma garrafa de vinho, pois um único copo nunca basta para a serata delle ragazze! rs… Para entender melhor como funciona o aperitivo italiano, clique AQUI.
Minhas amigas del cuore e eu, sempre com o copo na mão! 😛 rs!
3. Me locomover usando meios alternativos
Uso meios de transporte públicos como o ônibus e o trem, que contribuem para a diminuição da poluição atmosférica, além da super prática bicicleta, que me leva para todos os cantos do centro da cidade e de quebra ajuda a queimar as calorias dos vinhos que tanto amo! rs!

4. Ter tempo para mim mesma
A vida aqui tem outro ritmo. Por mais que tenha que dividir meu tempo entre trabalho e estudo, sempre me sobra um tempinho para fazer uma caminhada de fim-de-tarde, ler um livro sentada no banco da praça ou assistir ao pôr-do-sol. Coisas boas da vida que são de graça!

Um dos meus passa tempos preferidos é a fotografia!

5. Viagem low-cost pela Europa
Pra nós brasileiros que estamos acostumados a pagar uma fortuna pela ponte aérea Rio-SP, os preços de bilhetes aéreos para outro país ou mesmo as passagens de trem dentro da Itália parecem piada. Você só precisa saber onde e principalmente quando comprar. Com o trem é possível economizar mais de 50% se você comprar com antecedência usando a tarifa Promo. Já a companhia que bate todos os low-cost do mundo é a Ryanair! Já fui à Barcelona pagando 1 euro pelo trecho! Juro que não é lorota…rs! A volta custou um pouco mais caro, mas ainda sim, valeu, foi tipo 60 euros… Outra viajem muito legal que fiz foi ir de trem até Paris!!! A viagem é noturna e comprando com antecedência (programe-se!!!) você encontra até por 29 euros o trecho!!! Como dizem meus amigos gaúchos… é barbada!!! ;D

Portugal, Londres, Grécia, Barcelona, Paris

6. Segurança

Sem dúvida este é um dos motivos decisivos que determinou minha permanência na Itália… Aqui eu ando sozinha nas ruas do centro de noite ou de madrugada sem a neura de olhar pra trás e para os lados a cada minuto, uso celular e o ipad no ônibus sem preocupação, posso usar joia e bolsa de marca sem o medo de chamar atenção nas ruas.
7. Comer com qualidade gastando o justo
Tudo aqui parece mais saboroso, desde alimentos frescos como as frutas e os legumes até alimentos industrializados como o yogurt e o pão. O tomate italiano é uma verdadeira fruta doce que é possível comer puro, sem condimentos! Os yogurts (da mesma marca do Brasil), são deliciosos e podem ser consumidos até mesmo como sobremesa! Os pães doces e salgados da Mulino Bianco sempre frescos, as infinidades de queijos e salames que eu tanto amo, sem falar no verdadeiro azeite extra-virgem e os produtos do outono sensacionais!!! E o melhor de tudo… ninguém te cobra o dobro do valor real do produto, nem mesmo nos restaurantes.

Mulino Bianco, pães/biscoitos/bolinho, tudo maravilhoso – Yogurt Muller é como diz o slogan, “fazer amor com o sabor” – Activia da Danone, nada a ver com o do Brasil (que injustiça conosco!) – Molho de tomate pronto não é acido – o tomate fresco parece fruta de tão doce – a massa Rana saborosa e fresca – queijos italianos frescos, semi-maduros e maduros, que maravilha!!! E por tudo isso, gastei menos de 15 euros.

8. Beber só vinho nacional

Ahhh… eu amo vinho!!! E aqui não preciso desembolsar meia fortuna para ter um vinho de modesta qualidade! No supermercado encontramos vinhos bons à partir de 5 euros, como por exemplo o vinho Santa Cristina da Antinori que em um supermercado de São Paulo eu vi por 55 reais!!! E por que não beber um copinho de vinho por 2 euros num almoço de dia de semana no restaurante do lado do escritório? Aqui a gente pode!

E de vez em quando também poder provar um dos melhores vinhos do mundo! Tignanello decantando…

9. Passear pelo Chianti no fim de semana

Firenze é cercada por lindas colinas e além delas estão os maravilhosos vinhedos e campos de oliveiras do Chianti. Bastam poucos minutos para passar de uma paisagem urbana para uma paisagem rural. Percorrer a Strada in Chianti é um passeio que costumo fazer no fim de semana para ir almoçar em um restaurante diferente, ou visitar alguma feirinha gastronômica. Veja AQUI o artigo com fotos deste passeio com Vespa.
10. Poder levar a minha Lua para todo lugar!
Pra quem ainda não sabe, eu tenho uma cachorrinha linda chamada Lua, uma vira-lata napoletana que eu adotei em 2012. A Lua é sem dúvida muito feliz, pois aqui na Itália ela pode entrar em praticamente todos os lugares! Ela anda de ônibus comigo, vai à restaurantes, bares, lojas, até mesmo no supermercado! Em alguns restaurantes que frequentamos ela já tem até um potinho de água reservado! 🙂

Lua num bar do centro fazendo aperitivo e na cestinha da minha Bike!

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

60 comentários

  1. AvatarAureacomentou

    Aqui no Brasil tá tudo virado….crise é pouco….
    Aí tá suave…

  2. AvatarLelia Cordeiro Carlotticomentou

    Vida maravilhosa. Parabéns. Tudo isso valeu a pena. \você está aproveitando sua juventude. Eu tive planos de viver na Itália por 3 meses mas, a vida não me permitiu. Agora aos 75 já não tenho esperança de realizar esse sonho.

  3. AvatarDafynecomentou

    E como que é a aceitação de um imigrante na Itália?

  4. AvatarBrunacomentou

    Estive aí em abril desse ano. Conheci várias cidades maravilhosas, mas se tivesse que escolher uma para morar, com certeza seria Firenze! E depois de ler esse seu post maravilhoso quero me mudar já!!!

  5. O meu sonho é poder conhecer a Itália,pois foi onde a família da minha bisavó nasceram.
    Quem sabe um dia eu não consigo realizar esse sonho antigo!

  6. Eu sou italiano, nunca estudei o português mas entendo bastante. Eu acho que é a mesma coisa par uma pessoa de idioma português, como vc, aprender italiano… Vc não precisa de saber o inglês, rsrs

  7. Estive em Grosseto na Toscana em Set-Out-Nov/2015 para tirar minha cidadania, senti o mesmo que você, não queria mais voltar ao Brasil, a Itália realmente é maravilhosa, é tudo que você fala mesmo, estive em várias cidades enquanto meu processo corria, mas infelizmente tive que voltar, minha esposa tem um bom emprego aqui no Brasil e tive que voltar, estou pensando em passar de 3 a 6 meses todos os anos em qualquer lugar da Itália, mas ainda não domino a língua totalmente, vamos ver o que a vida me promete para este ano ainda, adorei sua reportagem, abraços e felicidades.

  8. AvatarAnônimocomentou

    Gostaria muito de conhecer a Itália,mais infelizmente meu esposo não si esforça para ir em Itália,mais tenho certeza si eu for não volto,acho que por isso que ele não si esforça para ir com migo.bjs

  9. É Babi, realmente deve ser muito legal morar na Itália!. Sou filho de Lucchese e fiz minha primeira viagem à Itália em Abril desse ano. Penso nesse País todos os dias depois de minha volta. Ainda quero morar na Itália um pedaço da minha vida!!!