Ferrara – Parada entre Veneza e Florença

Ferrara é uma cidade da Emília Romana, região italiana entre o Vêneto e Toscana, localizada às margens do Rio Po, o mais longo da Itália com 652 Km de extensão. Possui origens medievais, mas sua glória chegou em época renascentista com a Família que a governou por mais de 3 séculos (1264-1598), os d’Este. Conheci esta linda cidade em uma viagem de 2 dias e fiquei impressionada com a simpatia e hospitalidade dos ferrareses!

Duomo de Ferrara
Duomo de Ferrara
Caso você esteja viajando de carro pela Itália, Ferrara é uma ótima opção de “pit-stop” entre Veneza e Florença! Proponho 5 atividades para fazer nesta cidade, considerando uma visita de cerca 5-6 horas, incluindo pausa para um delicioso almoço típico ferrarese.
Palazzo Comunale, em frente à Duomo de Ferrara.
Palazzo Comunale, em frente à Duomo de Ferrara.

A primeira parte do passeio é no centro medieval, onde não é permitido o tráfego de carros. Estacione ao longo do Viale Cavour, na Piazza Sacrati ou na Via Fausto Berreta, e continue à pé!

1. Castello Estense

Chamado assim, pois aqui viveu a família d’Este, a principal e mais famosa governante da cidade, no poder de 1264 por 3 séculos. Foi Nicolò II d’Este a iniciar a construção do Castelo em 1385 como fortaleza defensiva, mas somente em 1476 a duquesa Eleonora d’Aragona transformou o castelo em residência ducal.
ferrara_castello-estense-02
 
O percurso expositivo se divide em 2 andares. O térreo é de origem medieval, com a cozinha e as prisões e o primeiro andar é a área residencial, com tetos afrescados. Para não ficar com torcicolo, tinham espelhos enormes inclinados que refletiam o teto!
 Surpresa boa! A maioria dos museus de Ferrara (com exceção do Palazzo dei Diamanti) é pet friendly! Cachorros de pequenos porte podem entrar dentro de bolsas. Foi a primeira vez que a Lua entrou num museu!

Surpresa boa! A maioria dos museus de Ferrara (com exceção do Palazzo dei Diamanti) é pet friendly! Cachorros de pequenos porte podem entrar dentro de bolsas. Foi a primeira vez que a Lua entrou num museu!
Ticket: 8 euros inteiro, 6 euros estudante (12-18 e > 65), grátis < 6 e deficientes com seus acompanhantes
Horário de Abertura: muda ao longo do ano, consulte o Site
Fechado: 25 de Dezembro e em algumas segundas do ano.
A visita dura cerca de 1 hora.

2. Duomo di San Giorgio

Com 118 metros de comprimento, 40 metros de largura e 18 metros de altura, é uma das maiores da região da Emília-Romagna. O início da sua construção, em 1135, era em estilo românico, mas ao longo dos séculos ganhou elementos góticos externamente, enquanto que internamente segue o estilo renascentista e barroco. A torre campanaria alta 45 metros foi projetada por Leon Batista Alberti.
ferrara_duomo-03

Ingresso gratuito
Segunda à sexta: 7.30-12.00 / 15.30-18.30.
Sábado, Domingo e Feriados: 7.30-12.30 / 15.30-19.00.

 

3. Almoço Típico Ferrarese

Os dois restaurantes que provei eram muito bons! O primeiro tem localização bem central, na Piazza Savanarola ao lado do Castello Estense, enquanto o outro era sempre no centro, mas em uma ruazinha pitoresca chamada Via delle Volte. Os dois eram muito bons (se não, eu não falaria deles aqui), então fica à você a difícil decisão de qual ir!
Hostaria Savonarola, Piazza Savonarola 18 - aberto todos os dias no almoço e jantar Decidimos provar o Menu da Tradição (26€/pessoa), com especialidades da cidade: antepasto de salames típicos; 2 Primi: Pasticcio alla Ferrarese (torta salgada recheada de penne e molho branco) e Cappellacci di zucca al ragù (massa recheada de abóbora com molho de carne moída); Secondo: Salamina ao sugo com purê de batata; Doce: Tenerina al cioccolato e Torta de Tagliatelle. Incluso também no preço vinho da casa, água e café. Percebemos que o lugar era muito frequentado por locais, pessoas que provavelmente estavam na sua pausa de almoço do trabalho, o que é garantia de comer bem e pagar o justo! O atendimento era muito bom, muito atenciosos e simpáticos. Adoramos!
Hostaria Savonarola, Piazza Savonarola 18 – aberto todos os dias no almoço e jantar
Decidimos provar o Menu da Tradição (26€/pessoa), com especialidades da cidade: antepasto de salames típicos; 2 Primi: Pasticcio alla Ferrarese (torta salgada recheada de penne e molho branco) e Cappellacci di zucca al ragù (massa recheada de abóbora com molho de carne moída); Secondo: Salamina ao sugo com purê de batata; Doce: Tenerina al cioccolato e Torta de Tagliatelle. Incluso também no preço vinho da casa, água e café. Percebemos que o lugar era muito frequentado por locais, pessoas que provavelmente estavam na sua pausa de almoço do trabalho, o que é garantia de comer bem e pagar o justo! O atendimento era muito bom, muito atenciosos e simpáticos. Adoramos!
Trattoria Il Mandolino, Via delle Volte 52 - aberto de quarta à domingo para almoço e jantar Como disse antes, a localização deste restaurante, embora ainda seja dentro do centro histórico, é mais afastada das suas principais atrações e quando você entra na Via delle Volte, completamente vazia, pode se questionar se vai mesmo valer à pena toda essa caminhada, mas te garanto que vale cada passo! Eu fiquei muito empolgada quando entrei nesse restaurante. A decoração era incrível e eu pude observar de perto a mamma, a zia e a figlia que preparavam a flor de abobrinha recheada e os Cappellacci di Zucca. Nem olhei o meu direito, já fui pedindo logo uma porção de cada! O atendimento nota 10 e a comida era nota mil.
Trattoria Il Mandolino, Via delle Volte 52 – aberto de quarta à domingo para almoço e jantar
Como disse antes, a localização deste restaurante, embora ainda seja dentro do centro histórico, é mais afastada das suas principais atrações e quando você entra na Via delle Volte, completamente vazia, pode se questionar se vai mesmo valer à pena toda essa caminhada, mas te garanto que vale cada passo! Eu fiquei muito empolgada quando entrei nesse restaurante. A decoração era incrível e eu pude observar de perto a mamma, a zia e a figlia que preparavam a flor de abobrinha recheada e os Cappellacci di Zucca. Nem olhei o meu direito, já fui pedindo logo uma porção de cada! O atendimento nota 10 e a comida era nota mil.

Depois do almoço, pegue novamente o carro e siga para:

4. Palazzo dei Diamanti

Localizado fora do centro medieval, ao norte, na área definida como Ferrara Renascentista, considerada a primeira cidade moderna da Europa, com projeto urbanístico feito por Biaggio Rossetti. Ele também assina o projeto do estranho Palazzo dei Diamanti, chamado assim devido às suas mais de 8.500 blocos de mármore esculpidos em forma de diamante que revestem completamente a fachada.
ferrara_palazzo-dei-diamanti
No andar térreo tem o Museu de Arte Moderna com exposições temporárias, enquanto no primeiro andar tem sede a pinacoteca Nacional e seu acervo com obras de XIII ao XVIII. Nesta área você consegue chegar com o carro e estacionar ao longo d Corso Porta al Mare ou Piazza Ariostea.
Mais um ponto positivo para Ferrara: ao centro de cada sala da Pinacoteca tinha um livro com a reprodução das obras expostas em relevo e legenda em braile. É preciso somente boa vontade para tornar um museu acessível à todos!
Mais um ponto positivo para Ferrara: ao centro de cada sala da Pinacoteca tinha um livro com a reprodução das obras expostas em relevo e legenda em braile. É preciso somente boa vontade para tornar um museu acessível à todos!
Endereço: Corso Ercole I d’Este, 21
Ticket: 4€ inteiro, 2€ estudante, gratuito menores de 18 anos
Ingresso gratuito todo primeiro domingo do mês
Abertura: terça à domingo das 9:00 âs 14:00, quinta fecha às 19:00
Fechado: segunda-feira

A visita dura cerca de 1 hora.

5. Palazzo Schifanoia

O nome do Palácio faz rir, pois Schifo em italiano significa nojo e noia é tédio, o que não promete ser muito divertida a visita! rs! No entanto a primeira parte do nome está para “schivare” (=desviar), ou seja “driblar/esquivar o tédio”, nome que explica literalmente a função deste palácio: um refúgio onde descansar do tédio em administrar a cidade.

Portal em mármore branco com o brasão da família d'Este
Portal em mármore branco com o brasão da família d’Este

O primeiro núcleo do Palácio foi construído por Alberto d’Este entre 1385-1391, mas o aspecto atual é fruto do ampliamento e reforma feito novamente por Biagio Rossetti à mando de Borso d’Este entre 1465-1467.Infelizmente não pude visitar todo o palácio, pois ele está em grande parte fechado por causa das consequências do último terremoto de 2012. Mas pude ver a sala mais impressionante do palácio, a Sala dei Mesi (sala dos meses), com suas paredes completamente decoradas com afrescos que representam os 12 meses do ano em uma complexa simbologia medieval.

ferrara_palazzo-schifanoia-02

O Palazzo Schifanoia também fica em uma zona da cidade onde é possível chegar de carro. Estacione grátis ao longo do Viale Alfonso I d’Este.

Endereço: Via Scandiana, 23
Ticket: 3€ inteiro, 2€ estudante, gratuito menores de 18 anos
Abertura: Terça à domingo, 9:30 – 18:00
Fechado: segunda-feira, 1 e 6 de janeiro, Páscoa, 1 Novembro, 25 e 26 de Dezembro
A visita dura cerca de 20 minutos.

Outras Dicas

MyFeCard: Cartão turístico de Ferrara com validade de 2, 3 ou 6 dias que te dá livre acesso à entrada nos museus da cidade. Eu comprei na bilheteria do Palazzo Estense, mas também é possível comprar on-line antecipadamente.
Preços: 2 dias (10€), 3 dias (12€), 6 dias (18€) – Vale à pena, visto que somando singularmente os valores dos 3 museus que indiquei, totaliza 15€.
Piazza Trento Trieste, desde sempre o coração econômico, social, religioso e civil de Ferrara, de onde parte as principais ruas do centro, ponto de encontro preferido dos ferrareses.
Piazza Trento Trieste, desde sempre o coração econômico, social, religioso e civil de Ferrara, de onde parte as principais ruas do centro, ponto de encontro preferido dos ferrareses.

Chocolataria Rizzati: Não deixe de provar alguma das delícias de chocolate desta marca típica ferrarese que além de tudo trabalha com produtos biológicos e sem glúten! A especialidade é fruta cristalizada recoberta de cacau 60%. Prove, mesmo sendo o tipo de pessoa que torce o nariz para fruta cristalizada, pois te garanto que você nunca provou nada igual! A Rizzati fica na Piazza Trento e Trieste, em baixo da torre do relógio em um minusculo espaço que ainda preserva os móveis de 1700 da antiga joalharia. Eu comprei um panetone de abóbora que era simplesmente fantástico! O filme está no Instagram.
NOVIDADE: Em breve a Rizzati estará mais perto de você do que você poderia imaginar: será aberta uma loja em São Paulo!!! Continuem acompanhando o Viva Toscana para mais novidades! 😉

Chocolataria Rizzati
Chocolataria Rizzati

Dois mestres da pintura ferrarese: Giovanni Boldini (1842-1931) e Filippo de Pisis (1896-1956) são os dois ferrareses que mais se destacaram na história da arte moderna. Seus quadros normalmente estão expostos no Palazzo Massari (Corso Porta Mare 9), mas pelos danos causados no último terremoto de 2012 o palácio atualmente encontra-se fechado para restauro e parte do acervo está exposto nas salas do Palazzo Estense. Não deixe de vê-los. São magníficos!!!

Giovanni Boldini - "La Signora in Rosa" (1916)
Giovanni Boldini – “La Signora in Rosa” (1916)

Deixe seu comentário

4 comentários

  1. Anônimocomentou

    Jessuuusss, eu amo Itália!

  2. Oi Bárbara, tudo bem? Estou tentando enviar um e-mail para você via formulário de contato, e não estou conseguindo… 🙁 Você poderia me passar seu endereço de e-mail, por favor? Obrigada!

  3. Achei bem legal a dica! Estava pensando em ir de trem de Venza a Florença, mas agora até me animei em pegar um carro no continente e descer parando em Ferrara. Voce pode dizer como são as estradas por ai (ou pode comentar no snap)?