10 Curiosidades sobre o Duomo de Pisa

Todo mundo que vem à Itália quer conhecer a Torre de Pisa, um dos símbolos do país! A famosa torre inclinada na verdade é a torre do sino da Catedral de Pisa, que junto do Batistério e do Camposanto compõem a chamada Piazza dei Miracoli. A Catedral de Pisa foi o primeiro edifício construído deste complexo monumental, que atrai milhares de turistas por dia. Vamos conhecer 10 curiosidades sobre esta obra-prima?!
pisa-2


1. Financiada pela guerra

Em 1063 Pisa ganhou uma importante batalha contra os muçulmanos em Palermo (Sicília) e trouxe consigo como prêmio uma grande fortuna. Um décimo deste tesouro foi usado para a construção da nova Catedral de Pisa à partir do ano seguinte. O arquiteto que iniciou a construção chamava-se Buschetto.

Mapa da expansão de Pisa e suas rotas comerciais nos séculos XI-XIV – Fonte: Wikipedia
2. Otimismo
Durante a Baixa Idade Média (séculos XI-XIV), Pisa era uma importante república marinha, muito rica, e havia a expectativa de crescer muito. Este é o motivo pelo qual a sua nova Catedral foi construída longe do centro, pois imaginava-se que a cidade iria crescer e “abraçar” a nova igreja.
3. Igreja Românica, mas nem tanto
O resultado da atividade comercial marinha de Pisa com diversos povos Mediterrâneo, foi a influência de diversas culturas e estilos arquitetônicos. A Catedral, em estilo primariamente românico, apresenta alguns elementos arquitetônicos de influência árabe e asiática. Um dos maiores e mais claros exemplos é a sua cúpula de base elíptica e os arcos de ogiva, ambos de tradição oriental, ou os arcos cegos com decorações geométricas em losango, provenientes da Armênia.

 

4. Igreja Primaz

Em 1092 o Papa Urbano II elevou a Catedral e o Arcebispo de Pisa ao nível Primaz, um título que no passado dava diversos poderes e privilégios dentro da Igreja. Cada país possui um Primaz. O do Brasil, por exemplo é a Igreja de São Salvador na Bahia e em Portugal a Catedral da Sé de Braga.
5. De Cruz Grega à Cruz Latina

No projeto de Buschetto a Catedral de Pisa haveria uma planta a cruz grega, com seus 4 braços iguais. Após a sua consagração em 1116, Rainaldo foi o arquiteto encarregado de ampliar um dos braços da Catedral para transformá-la em cruz latina e finalizar a Fachada junto do escultor Guglielmo. Até o fim do século XII, a Catedral de Pisa já estaria completada!

Planta da Catedral de Pisa
6. Entrada Vip
Embora a Catedral possua bem 3 portais de ingresso, os fieis usavam uma outra porta para entrar na igreja, a Porta di San Ranieri, que fica no transepto direito, de frente à torre. Esta é um dos primeiros exemplos de portas em bronze na Itália, realizada em 1180 por Bonano Pisano. Contém 24 formas com histórias de Cristo e Maria, da Anunciação à Acessão de Maria.
7. Desastre

Em 1595 aconteceu um desastroso incêndio que destruiu o teto original em madeira e os portais de entrada originais. O teto de treliça foi substituído por um teto de caixões em madeira folhada a ouro e os portais por novas portas em bronze feitas por artistas fiorentinos, como Domenico Portigiani, Gasparo Mola e Pietro Tacca.

Novo teto da Catedral de Pisa

8. O Diabo

Na lateral da catedral, de frente para o Campo Santo, à altura do olhar tem uma pedra que se distingue das outras por ter uma série de buraquinhos pretos. Diz a lenda que estas são as marcas das garras do Diabo que tentou subir na Catedral para parar a sua construção.

9. A Luminária de Galileu

Ao centro da nave principal da catedral, pende uma grande luminária chamada de Luminária de Galileu. Segundo a tradição, foi observando esta luminária que Galileu iniciou seus estudos sobre o movimento do pêndulo. Na verdade, esta luminária foi colocada ali depois do período de estudos de Galileu e a sua provável verdadeira luminária é um bem menor que fica dentro do Campo Santo, na Capela Aulla.


10. Púlpito de Giovanni Pisano
Obra-prima da escultura gótica italiana, foi realizado entre 1301 e 1310 por Giovanni Pisano. O painéis ligeiramente encurvados (uma novidade para a época), representam cenas da história de Cristo. Durante os trabalhos de restauro pós incêndio de 1595, o púlpito foi desmontado e remontado somente em 1926 com algumas partes faltantes.

Deixe uma resposta para Marli Manzan Cancelar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 comentários

  1. AvatarMarli Manzancomentou

    Parabéns Babi por compartilhar seus conhecimentos. Farei minha primeira viagem a Itália e depois de ver seu blog fiquei feliz em aprender sobre a historia local e muito ansiosa para ver as maravilhas que você descreu. Continuarei a ler seu blog. Até mais.

    1. Oi, Marli! Fico feliz em saber que está gostando do Viva Toscana e que lhe está sendo útil para a sua viagem! Obrigada por deixar seu comentário! Baci! <3

  2. AvatarAnônimocomentou

    Adorei conhecer a história, realmente as pessoas não dão tanta importância ao Batistério que tem uma linda história. Obrigada Viva Toscana por compartilhar todo este conhecimento.

  3. Oi, Philippe!!! Olha…essa é uma vontade que tenho: fazer um canal no youtube… Mas e o tempo?!? Preciso me organizar… Enquanto isso vc pode me seguir tmb lá no snapchat! 😉 O nome é babicampanaro. 😉 Bjos e obrigada por deixar o recadinho!