5 Bate-e-Volta que Valem a Pena de Florença

Os passeios bate-e-volta são uma boa opção para conhecer melhor uma RegiãoFlorença está muito bem localizada geograficamente e muito bem interligada seja por via ferroviária que rodoviária, por isto é uma boa “cidade-base” para estes tipos de passeios! As cidades que selecionei como “vale a pena” são as que ficam em um raio de cerca 100 Km de Florença ou seja, que você não gaste mais de 1h30 de viagem por trecho. Minhas sugestões são unicamente de cidades Toscanas, pois acredito que cada capital (Roma, Bolonha, Veneza, Milão…) merece uma visita com uma ou mais noites e não deveriam ser visitadas em bate-e-volta. Combinado?! 😉 

bate-e-vota-de-florenca

As informações deste artigo são exclusivamente sobre o transporte, como chegar em cada cidade. Para saber mais sobre cada uma delas – o que fazer, onde comer – entre nos links correspondentes!
Pisa é uma cidade bem interligada com Florença via ferroviária. Existem várias corridas por dia, mais de uma por hora, a viagem dura cerca de 1 hora e custa por volta de 8,50 euros o trecho. Indo de carro, pela estrada FI-PI-LI (não pedagiada), a duração é exatamente a mesma, mas a vantagem é que de carro você consegue chegar diretamente na Piazza dei Miracoli, onde encontra-se a famosa Torre de Pisa. Em vez, de trem, chegando à estação são cerca de 25 minutos à pé até a Torre, ou 18 minutos em ônibus (Linhas 2, 4 ou 13).
Ir à Lucca de trem ou de carro é muito fácil! A estação fica logo em frente à um dos portais de entrada da muralha que circunda o centro histórico. Só fique atento pois existem muitas opções de viagem que pode durar de 1h20 à 2h30 com ou sem troca de trem! A cada hora, tem a partida de dois trens, sendo um rápido e outro lento. Valores também mudam bastante, de 7,50 à 11,50 euros. Se for de carro, a viagem é pela Autostrada A11 (pedagiada), e dura 1 hora.
 
Se você optar pelo carro, é possível fazer Pisa e Lucca em um único dia, pois as duas cidades distam somente 20Km, 30 minutos.
 
É possível ir de trem à Siena, mas eu não recomendo por vários motivos: a viagem dura de 1h30 a 1h45, em alguns casos tem que trocar de trem em Empoli, enquanto que a viagem de carro ou ônibus dura menos. A estação fica longe do centro, a uma distância de cerca 25 minutos de caminhada em subida, ou em 10 minutos com as linhas 3 ou 10. Não é prático. Para ir de carro, deve-se pegar a estrada FI-SI, são 75Km, em 1h10 e você pode estacionar o carro ao redor do centro histórico.
De ônibus a viagem leva de 1h15  a 1h45 minutos, com saída da Estação Rodoviária da SITA e frequência de 2 ônibus por hora. A parada final em Siena fica em um ponto central, Piazza Antonio Gramsci, e prática para para visitar o centro.
Aqui as nossas opções são somente duas: carro ou ônibus. Com o carro a viagem é sempre mais prática, dura cerca de 1 hora pela estrada FI-SI, saída Poggibonsi. Em ônibus a viagem dura de 1h20 a 2h e tem que trocar de linha na parada de Poggibonsi. Os ônibus saem da estação rodoviária SITA ao lado da Estação central de trem de SMN, com frequência de cerca 1 por hora. A parada final em San Gimignano é prática, em frente à uma das entradas para o centro histórico.
Se você optar pelo carro, é possível fazer Siena e San Gimignano em um único dia, pois as duas cidades distam 42Km, 45 minutos.
Arezzo é muito bem interligada seja em carro que trem. Neste caso, assim como Lucca, eu digo que vale à pena de fato usar o trem, pois a viagem dura tanto quanto em carro e a estação fica muito bem localizada, facilitando a vida do turista! A viagem de trem dura de 1h à 1h35, com frequência de 2 trens por hora, e custa na média 8,50 euros. Com o carro a viagem dura 1h05 pela Autostrada A1 (pedagiada) direção Roma, pegue a saída “Arezzo”. O ônibus não vale à pena, pois você obrigatoriamente tem que ir à Siena e de lá pegar um outro ônibus à Arezzo.
 
Se você optar pelo carro, é possível fazer Arezzo e Cortona em um único dia, pois as duas cidades distam 28Km, 40 minutos.
 
Links Úteis
Para pesquisar passagens de trens: www.trenitalia.it
Para pesquisar passagens de ônibus: www.busfox.com/timetable/
Este artigo fez parte de uma blogagem coletiva! Veja também outros bate-e-voltas que valem à pena à partir de: Roma, Bolonha, Veneza e Milão!

Deixe uma resposta para Edite Rosa Boccuzzi Candusso Cancelar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

29 comentários

  1. AvatarMarciacomentou

    Olá Babi! Dessas cidades que vce cita nos arredores de Florença, na sua opinião, quais seriam mais interessantes de conhecer? Por exemplo Cortona, Siena, San Geminiano pelos vinhedos, etc. Se tiver que escolher, quais seriam as principais?

    1. Oi, Marcia! Esta é uma pergunta mto pessoal! rs! Pois todas elas tem as suas particularidades que podem agradar mais à um ou outro. As minhas preferidas são Siena, San Gimignano e Lucca! 😉

  2. AvatarIda Maria Roncaratticomentou

    Ótimas dicas, fiz bate volta de Firenze pra Veneza de trem, deu muito certo. Da próxima vez vou seguir seu Conselho e visitar outros lugares partindo de Firenze. Bjs…Adoro seu blog…..

  3. AvatarMárcia Biaggiocomentou

    Que saudades desse lugar maravilhoso! Quero voltar em 2019 para focar mais os diversos vinhedos da região. Amei a Toscana, mas quero muito mais, te retorno para umas dicas na ocasião, até para ter um guia privado. Beijão

    1. Oi, Márcia! Estou te esperando para passear pela Toscana! 😉 hehe! Baci!

  4. AvatarTeresinhacomentou

    Oi Baby! Vou à Florenca em junho e queremos visitar uma vinicola.Meu marido não quer dirigir.Há alguma vinicola ,nas cidades proximas que ofereca translado para visitação, incluindo degustação e almoço. Agradeço sua ajuda.

    1. Oi, Teresinha! Geralmente as vinícolas ficam afastadas do centro histórico das cidades, por isto, é necessário um meio de locomoção próprio… Vocês podem contratar o serviço de motorista. Veja no menu do site, na sessão “serviços turísticos”. Obrigada pela visita! Abçs

  5. AvatarRosangelacomentou

    Adorei as dicas. Morro de vontade de conhecer a Itália. Estou esperando a companhia de uma amiga.

    Baci baci

  6. AvatarMaria Luiza Augusto da Silvacomentou

    Adorei este roteiro …. quero fazer em setembro do ano que vem que é uma época boa…. não quero ir no inverno prefiro época mais quente …. mala menor . Adorei
    Brasília /Brasil

  7. AvatarHelenacomentou

    Quero muito fazer!!!!

  8. AvatarEdite Rosa Boccuzzi Candussocomentou

    Adorei,gostaria de ter roteiros de outras regiões também.

    1. Olá, Edite! Este artigo foi escrito em conjunto com outros blogs de outras regiões da Itália. Você pode acessar os demais artigos através dos links que deixei ao final deste artigo. 😉 Bjos e obrigada pela visita!

  9. Vou a Florenças em 4/12 vou ficar baseada em Milão e pretendo fazer um bate e volta vai dar p fazeralguma coisa ou tenho q ficar mais um dia? Gostaria de ir numa vinicula Será q é muito frio? Obrigado ?

    1. Oi, Lucienes! Milão e Florença não estão assim tão próximas para fazer um bate-e-volta. Melhor você dormir ao menos uma noite em Florença. Quanto às vinícolas, as maiores, como a Antinori, estão sempre abertas.

  10. AvatarSimonecomentou

    Estou indo pra Italia em janeiro. Sei que é epoca de frio mas só posso viajar nessa data. Alguma dica por causa disso? Vou hospedar em Florença. Eu meu marido meus 2 filhos de 18 e 13 anos. Adorei o seu blog. Obrigada

    1. AvatarSimonecomentou

      Terei 4 noites em Florença