Lenda do Porcellino e seu Focinho Dourado da Sorte

“Na cidade de Florença tem um ‘Porquinho’ de bronze muito belo. Fresca e límpida água escorre da boca deste animal, que por causa da idade é todo verde escuro. Somente o focinho brilha, como se tivesse sido lustrado.”

Assim Hans Christian Andersen descreve a famosa a Fontana del Porcellino do Mercado Novo de Florença no seu conto infantil “O Porquinho de Bronze”. Andersen é um escritor dinamarquês do século XIX, autor de diversos contos de fada, como a Pequena Sereia e o Patinho Feio. Durante sua passagem por Florença escreve a história de um garoto pobre que se adormenta sobre o “Porcellino” que ganha vida durante uma noite fria de inverno, levando-o a conhecer a cidade. [leia na íntegra em italiano].

Embora a fonte seja chamada por todos de “Porcellino“, “porquinho”, na verdade a escultura é um javali, cópia de uma versão mais antiga de mármore que encontra-se no Uffizi, realizada em bronze por Pietro Tacca em 1633 e colocada na Loggia del Mercato Nuovo em 1640. 
Loggia del Mercato Nuovo
O Focinho dourado da sorte
Quem visita Florença tem parada obrigatória na Fontana del Porcellino! A superstição diz que para voltar à Firenze tem que esfregar o nariz dele. Pelo constante lustrar de mãos de turistas, o Porcellino é dourado somente nessa parte! E você ainda tem direito à um desejo: coloque uma moeda na boca do Porcellino e solte-a. Se cair dentro da grelha que recolhe a água, seu pedido será realizado!
Cópia, da cópia, da cópia….. da cópia.
Na realidade, a verdadeira estátua do Porcellino é de época helenística (III a.C.) e não existe mais. O que vemos no Uffizi é uma cópia romana do século I d.C. Logo, a estátua de bronze de Pietro Tacca (1633) é a cópia de uma cópia. Mas o que vemos hoje na Loggia do Mercato Nuovo é mais uma cópia feita em 1988 do Porcellino de bronze de 1633, que atualmente encontra-se no Museu Bardini de Firenze.
O joguinho das cópias não termina por aqui! Existem outras cópias do Porcellino pelo mundo: em Mônaco de Baviera, em Sidney, em Aix-en-Provance, no Louvre e até mesmo em Hogwarts! É possível vê-lo no salão de entrada dos capítulos da Câmara Secreta e Relíquias da Morte.

Deixe uma resposta para maria emilia b.zappa Cancelar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 comentário