5 Motivos para Empreender na Itália

A sessão Vida na Itália” é uma das mais lidas do Viva Toscana! Aqui vocês encontram artigos inspiradores e objetivamente informativos para quem planeja mudar de país e escolheu a Itália como nova casa. Para enriquecer ainda mais esta sessão, a partir de agora teremos um convidado ao mês que vai contar a sua experiência de vida na Itália, divididos em 4 categorias: estudo, trabalho, moradia e viagem. Para inaugurar esta série, convidei a Renata Roncaratti, que junto do marido Serginho e filho Felipe possuem há 2 anos o restaurante Il Vescovino em Panzano in Chianti.

 

Renata e Serginho
Renata e Serginho

 

Por Renata Roncaratti:

Em 2014, resolvemos largar tudo no Brasil para nos aventurarmos aqui na Itália. Deixamos dois restaurantes no interior do estado de São Paulo com quase 10 anos de funcionamento, 25 funcionários e uma grande cartela de clientes para assumir o Il Vescovino na Toscana. Aqui eu sou garçonete, meu filho cuida do bar e meu marido é o chef. Temos apenas uma funcionária que cuida da limpeza. Vale a pena? Muito. Compartilho com vocês a seguir o que considero algumas das vantagens de se ter um negócio aqui na Itália:

1- Preciso de experiência para abrir uma empresa

Embora seja mais difícil conseguir uma Partida IVA aqui do que um CNPJ no Brasil, acredito ser este um ponto positivo, pois faz com que o empreendedor esteja melhor preparado para abrir o seu negócio. No nosso caso, como já havíamos encontrado o local de funcionamento com licença, precisamos provar um mínimo de dois anos de atuação na área, apresentar um Plano de Negócios com viabilidade e estimativa de lucro (é claro!), além de fazer vários cursos específicos requeridos pela Vigilância Sanitária.

2- Pago um imposto único

No setor de restaurante, compro produtos com 22% de IVA e vendo com 10%. Por exemplo, faço uma despesa de €100,00 e pago €122,00 no preço final, depois vendo esta mercadoria por €220,00 e não pago €22,00 de imposto porque tenho o valor da compra como crédito.

3- O cartão me cobra menos

Quando um cliente gasta $100,00 no cartão, recebo os mesmos $100,00 no dia seguinte e pago $0,80 para o cartão no dia 10 do próximo mês. No Brasil, quando um cliente gastava $100,00 no cartão no nosso restaurante, recebíamos $96,20 dali 30 dias.

4- Compro por mês

Todas as compras que faço durante o mês gera um único boleto que vence com 30 dias. Assim, todo dia 1° recebo as faturas dos meus fornecedores que vencerão no dia 30. No Brasil, a maior parte dos nossos fornecedores nos cobrava à vista, com 15 ou 30 dias. Desta forma, a minha vida era uma eterna ida ao banco para pagar boletos.

5- Tenho maior flexibilidade ao contratar funcionários

O contrato de trabalho italiano é bem parecido com o brasileiro; porém, aqui temos a possibilidade de fazer um contrato temporário ou por chamada, como um freelance. Além disso, o funcionário aqui não tem  responsabilidades tão especificas como no Brasil, por exemplo, posso pedir para o garçom lavar louça, se necessário for. Uma outra coisa importante é que se o funcionário levar o patrão na justiça e não conseguir provar que ele agiu errado, o próprio funcionário deve pagar a quantia que ele havia pedido de indenização para o governo, reduzindo assim em muito as reclamações trabalhistas.

E você? O que acha? Vale a pena?

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

40 comentários

  1. fico mais animada em saber que posso ter chance de ser feliz um dia … gostaria muito de lavar os pratos dose restaurante meu sonho e fazer gastronomia na italia obrigada

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Obrigada, Sandra mas trabalhamos em família, não contratamos funcionários.

  2. AvatarValeria Macabellicomentou

    Excelente artigo! Como descendente de italianos me interesso por esses relatos, pois tenho um sonho de mudar para a Italia, na região da Toscana. Localizei o site do Il Vescovino mas não encontrei um contato de e-mail.
    Seria possivel fornecer o endereço de e-mail do Sergio e da Renata?

    Agradeço desde já a atenção,
    Val

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Val, vc pode me contactar pelo Facebook ou instagram Il Vescovino.

  3. AvatarLau Roberto Pereiracomentou

    Parabéns Renata & Serginho, só podiam ser mesmos Paulistas. Sou o Lau Roberto Pereira, nasci em Mogi das Cruzes mas fui criado em São Paulo Capital. Estou há 21 anos em Minas, porem 4 anos planejando e preparando para ter essa coragem de vocês dois. Obrigado vocês por compartilhar, mais que me incentivaram, me motivaram não só a sair do Brasil mas em abrir também um pequeno negócio. Estou estudando a língua, lendo e me interando sobre tudo. Sabe trabalho com vendas há 21 anos(produtos alimentícios, tv a cabo e há 15 anos com planos de saúde mas estou cansado de toda essa rotina aqui no Brasil) gostaria muito de sugestões tanto de onde ir ( pensei no Sul pois tem menos estrangeiros) e o que abrir tenho disposição para qualquer trabalho. Pensei em uma representação, um pequeno comércio, ou se precisar iniciar como funcionário, freeelance em qualquer atividade seja no Norte ou no Sul da Itália. Meu e-mail laurocommerciali@gmail.com e meu instagran LAU ROBERTO PREIRA. Agradeço de coração pelo retorno. Sucesso aí no Restaurante.

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Lau, sugiro, em primeiro lugar, visitar o sul da Itália e escolher a cidade com a qual vc se identifica. Depois disso, fazer uma pesquisa para saber qual ramo de trabalho é mais promissor.

  4. AvatarArlete Maria Scopel Locatelli dos Santoscomentou

    Olá! Tenho cidadania e gostaria de montar cachorro quente na Itália. Sou casada a 30 anos e meu marido não tem cidadania. Qual cidade com custo beneficio? Me de sugestão . Obg

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Arlete, aqui não tem trabalho informal. Para abrir um food truck ou um restaurante, vc precisa passar por todas as etapas burocráticas.

  5. AvatarJanicomentou

    Que bom que deu certo com vcs. Felicidades. Agora estou eu iniciando a busca por uma oportunidade de morar na Itália, não tenho descescendncia, sou aposentada, mas trabalho como artesa, faço forminhas de tecido, de papel de de poliéster industrial, para doces finos, nossos famosos brigadeiros gourmet. Faço também tiaras de diversos tipos, e aquelas faixas de meia de seda para bebês. Estou fazendo Atualmente um curso de Marketing digital, então não vou tirar o emprego de ninguém, muito pelo contrário, posso até ensinar o que sei. Ah, para me garantir estou realmente me preparando para morar fora do Brasil, sem tirar emprego do nativo, estou cursando ainda o curso de bolos fakes, e cartonagem. Quer dizer poderei atuar de dentro da minha casa, se é que se pode chamar de casa um espaço único de 45m2.
    Aqui o Brasil vivo num casa grande. Mas não é o meu lugar. Estive duas vezes na Itália e não fiquei aí de forma irregular, por não ter comigo meu material de trabalho. Sonho morar em Firenze, mas se vcs me disserem que aí onde moram eh possível exercer minha profissão e ficar perto de Roma onde devo encontrar os materiais que precisopara trabalhar. Minha opção por Firenze eh que tenho amigos em Lucca e assim poderei ter a companhia deles mais frequentemente. Já tenho 68 anos, minha pretenção eh ir e não voltar mais ao Brasil, deixo aqui minha única filha e consequente meu único neto e genro. Eles poderão ir me visitar, mas eu não quero retornar ao Brasil. Já tenho um bom conhecimento do idioma, leio muito mais do que falo, mas tbem estou estudando. Ficarei muitíssimo agradecida se vcs puderem me ajudar com informações que me podem ser úteis. Obrigada e que Deus os abençoe com mais sucesso. Que possam em breve abrir mais um restaurante. Grazie

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Jani, não sei como seria possível conseguir uma licença de artesã sem ter a cidadania ou o permesso de soggiorno, documento italiano que permite a residência por meio de um contrato de trabalho.

  6. Avatarsirone capistranocomentou

    ótima ideia e bem útil seu serviço de esclarecimentos sobre as condições para um empresario aqui na italia.
    Vamos ver se voce pode me ajudar!
    sou empresario no Brasil, trabalho na área de construção civil, em areas mais técnicas, ou seja, recuperação estrutural, reforço estrutural, impermeabilizacao, enfim vários serviços que envolvem as construções.
    estou na italia faz um mês, estou fazendo minha cidadania e de minha família também. o projeto de mudar para a italia, e vir em busca de qualidade vida e segurança, itens que nosso brasil ja não oferece mais.
    Caso possa me auxiliar de algum modo, aguardo seu pronunciamento,
    Grato e um grande abraço!

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Caro Sirone, a única experiência que tenho na construção civil é contratar equipe para reformar/construir imóvel no Brasil e na Itália; porém, me parece que as exigências e procedimentos aqui são bem mais específicos. Sugiro uma pesquisa de campo na área.

  7. AvatarJanicomentou

    Valeu muito o comentário de vcs. Eu não tenho nenhum vínculo que me garanta cidadania italiana, exceto o amor por esta terra. Sou artesã, quero trabalhar aí. Faço forminhas em tecido e vários tipos de papel, inclusive EVA, para festas, aqui para os brigadeiros, elas abrilhantam a mesa de doces dos eventos. Sei que há o regionalismo,mas há tbem o gosto apurado dos italianos pelos nossos brigadeiros e cia. Em Princípio estou elegendo a cidade de Firenze. Final não está tão distante de Roma onde devo encontrar a matéria prima para meu trabalho. Terei que levar daqui máquina manual, pequena en torno de 40cm de comprimento por 20 de largura, e as facas para cortar os moldes das forminhas já que pretendo produzir em grande escala e colocar nas lojas especializadas, onde vou concorrer diretamente com as produzidas na China, só que posso fazer tbem um modelo e cor especialmente para um casamento, ou seja terá um modelo personalizado e nas cores escolhidas. Não vou sozinha, minha filha, meu genro e meu neto tbem irão, trabalharemos todos juntos, meu genro ajudará na montagem da mesa e colocação dos objetos onde serão colocados os docinhos. Acho que fiz um comentário muito longo, mas adoraria receber uma resposta sua, com todos os prós e contras da minha sonhadas moradia na Italia. Tenho amigos italianos e tbem brasileiros que moram aí, mas nenhum deles em Firenze. Obrigada

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Jani, até onde eu sei, na região onde moro, as mesas de festas tem apenas o bolo, não servem docinhos. Sugiro buscar uma outra estratégia.

  8. Avatarsiuvana trevizancomentou

    Quero abrir uma empresa de serviços limpeza, jardinagem na Itália.
    Qual região terei mais sucesso?

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Siuvana, acho que vc precisa fazer uma pesquisa de campo. Até onde eu sei, na região onde estou, cada um faz sua própria limpeza e seu próprio jardim. Eu mesma acabei aprendendo muito de jardinagem aqui e cuido do jardim do restaurante.

  9. AvatarAdriana Desconsi Giordanicomentou

    Muito útil e interessante este texto! gostei muito do blog, Parabéns Bibi!

  10. AvatarClaudiane Dolcicomentou

    Eu gostaria de saber se para eu achar serviço na Itália é fácil? Pois estou querendo ir embora eu e meu esposo para a Itália, somos formados em Logística! E se legalizar é difícil? Meu avó veio da Itália, mas precisamente da Cecília, mas o mesmo ja é falecido!

    1. AvatarRenata Roncaratticomentou

      Claudia, o primeiro passo é conseguir a documentação da sua família e pedir a cidadania, depois disso, acredito ser possível arrumar serviço sim; porém, lembre-se que, além das competências da área, é preciso falar italiano e inglês também.