O Maior Museu da Europa será em Florença

Uma notícia, a dizer pouco polêmica, anda pelos jornais italianos: adeus ao Corredor Vasariano. Isso mesmo, o corredor sobre-elevado que se tornou ainda mais famoso após o lançamento do livro Inferno de Dan Brown parece que terá sua igualmente famosa coleção de auto-retratos deslocada para outro edifício. Tudo isto para tornar possível um projeto ambicioso iniciado já em 2014 para criar o maior museu da Europa!
firenze-06

Palazzo Vecchio, Galleria degli Uffizi, Corredor Vasariano, Ponte Vecchio, Palazzo Pitti e Jardins de Boboli interligados num único grande percurso, acessível à todos. Esta é a ideia e objetivo concordado entre o diretor dos museus Eike Schmidt, o prefeito de Florença Dario Nardella e o Ministro de Bens Culturais Dario Franceschini. As obras não serão muitas, mas são complexas e devem iniciar no máximo em início de 2017.
nardella-franceschini
Dario Nardella e Dario Franceschini no Salone dei 500 de Palazzo Vecchio – fonte: www.agenziainpress.it
A começar pela decisão polêmica de mover a coleção de auto-retratos do corredor Vasariano. O corredor  possui cerca de 1 Km de extensão, foi construído em 1565 em tempo recorde de apenas 5 meses por Giorgio Vasari. Daí o seu nome, Vasariano. Trata-se de um percurso elevado para a passagem segura dos grão-duques de Toscana e corte entre a residência de Palazzo Pitti e a sede do governo de Palazzo Vechio. Hoje ele é um museu de auto-retratos que teve sua coleção iniciada no século 17 pelo Cardial Leopoldo de’ Medici. Ao longo dos séculos chegaram diversas doações dos próprios artistas: Rembrandt, Rubens, Velasquez, Chagal, totalizando hoje 1776 obras.
corredor-vasariano_esquema-prospetico
Não é fácil e muito menos barato visitar o Corredor Vasariano. Ele não é aberto ao público normalmente como os outros museus. Você precisa se dirigir à uma agência ou à uma guia turística que organize a visita que custará por volta de 85 euros/pessoa para um grupo mínimo de 15 pessoas. Toda essa falta de praticidade dificulta o acesso à arte que ele conserva e há tempos se espera que algo na administração do museu mude e permita um maior número de visitantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Corredor Vasariano – fonte: www.turismo.intoscana.it
Esta mudança finamente chegou, mas com o porém de ter que retirar os quadros de sua colocação original. Acontece que o corredor é muito estreito e dizem não ser viável ter o número necessário de guardas a vigiarem o espaço. Logo, para realizar o projeto do maior museu da Europa e tornar o Corredor Vasariano finalmente acessível à todos, teremos que nos abdicar do histórico museu de auto-retratos. Ainda não se sabe qual será o seu destino, mas estão todos certos de que o impressionante e extraordinário super museu será feito. Vamos aguardar ansiosos!

Deixe seu comentário