Virna Lisi – A Diva do Cinema Italiano que Queria ser Feia

«Sì, a volte la bellezza mi ha dato fastidio, mi ha precluso dei ruoli e questo mi ha addolorata. Essere belle non è sempre facile, soprattutto se si vuol fare cinema serio» – Sim, às vezes a beleza me incomodou, me limitou papéis e isto me entristecia. Ser bela não é sempre fácil, principalmente se queremos fazer cinema sério.
virna-lisi-4
Virna Lisi nasceu em Ancona em 1936. Desde pequena frequentava o mundo artístico em programas de tv, filmes e publicidade. Em 1966, depois do seu filme “Signore & Signori” ganhar a Palma de Ouro em Cannes, foi chamada em Hollywood para um contrato de 7 anos com a Paramount. Participou de 4 filmes americanos onde contracenou com Frank Sinatra e Tony Curtis, mas depois de apenas 3 anos rescindiu o contrato, pois os papéis de boneca loira sexy não a realizavam profissionalmente. Chegou até mesmo recusar o convite de ser a garota de capa da Playboy! Voltando à Itália participou de produções italianas, francesas, alemãs e com a idade pode finalmente interpretar papéis dramáticos que lhe renderam diversos prêmios. Virna morreu recentemente durante o sono, com 74 anos, um ano depois da morte do marido com quem era casada há 53 anos. Realizou mais de 80 filmes, o último “Latin Lover” gravado em 2014 que acaba de estrear nos cinemas italianos.

virna-lisi
Veja os 5 melhores filmes de Virna Lisi:

1962 – Eva
O filme é uma produção Italiana/francesa, dirigido pelo americano Joseph Losey, baseado no romance “Eve” de James Hadley Chase. Ambientado em Veneza, Virna interpreta Francesca Ferrari, esposa de um escritor inglês que atinge o sucesso graças à uma obra plagiada. A trama mostra a deterioração da relação entre os sexos. Francesca será levada ao suicídio pelo comportamento ambíguo do marido que por sua fez será reduzido quase à um estado de escravidão depois de ser seduzido por Eva, uma cortesã de alto nível.


1966 – Signore & Signori
Uma comédia italiana de grande sucesso, dirigida por Pietro Germi, ambientada em Treviso. É uma grande sátira à hipocrisia da média-burguesia durante o boom econômico dos anos 60. Virna interpreta Milena Zulian, uma menina do caixa que faz o Contador Bisigato, homem casado e infeliz, se apaixonar perdidamente por ela. Enquanto a traição escondida é permitida, o divórcio absolutamente não.


1980 – La Cicala
“Sempre procurei em toda a minha vida me fazer feia, porque eu nunca liguei para a beleza. Que mérito você tem pelo seu aspecto físico?” Para interpretar Wilma Malinverni, uma cantora um tempo famosa e agora velha e falida artisticamente, Virna engordou 7Kg. A história decadente da sua vida se entrelaça com a da jovem e sensual órfã Cicala, que irão viver juntas dramas e conflitos da vida. A interpretação de Virna rendeu o prêmio David de Donatelo.

No youtube tem o filme completo em italiano: opção 1opção 2 – opção 3

1983 – Sapore di Mare
Uma comédia cult dos anos 80, ambientada no verão de 1964 em Forti dei Marmi, litoral da Toscana. Virna é a atraente quarentona Adriana Balestra que tenta seduzir Gianni, um garoto intelectual da média burguesia.


1994 – La Regina Margot
Romance histórico baseado no livro de Alexandre Dumas, produção franco-ítalo-alemã. venceu naquele ano o Festival de Cannes e foi indicado ao Oscar de Melhor Figurino. Virna interpreta Caterina de’ Medici, da família florentina dos Médicis, futura rainha da França. Virna venceu o prêmio de melhor atriz em Cannes.

No Youtube tem o filme completo em francês: opção 1

Deixe seu comentário