Viva Espanha – Minhas Mini Férias de Outono!

Uma das melhores partes em viver na Europa, na minha opinião, é a facilidade em pegar um avião (ou trem) e em poucas horas já estar em outro país, outra cultura, outra lingua! Acabo de retornar de uma mini férias em Madrid! Foram 4 dias na capital espanhola, Toledo e Segóvia. Nas próximas semanas irei publicar um artigo por dia de viagem contando o nosso roteiro, com dicas e os nossos micos! rsrs… Neste primeiro artigo dou algumas indicações gerais para saber antes de partir.

Palacio Real

Como chegar

Voamos à Madrid com a Ryanair, uma companhia lowcost europeia. Pagamos 160 euros ida e volta para duas pessoas!!! 🙂 A Ryanair trabalha com aeroportos secundários, então tivemos que ir de Firenze à Pisa para pegar o avião. O trajeto pode ser feito em trem ou ônibus. Eu já experimentei os dois meios e sem dúvida o melhor é ônibus. A duração é praticamente a mesma, cerca de uma hora, mas de trem é necessário trocar de trem chegando na estação de Pisa, enquanto que o ônibus te deixa diretamente no aeroporto, sem paradas intermédias. São duas companhias que fazem o trajeto, a Terravision e a Busita que é parceira da Ryanair. Os ônibus partem da estação de trem, próximo à entrada principal. Você pode comprar o bilhete de ônibus antecipadamente pela internet ou diretamente o ônibus. Custa 5 euros.

Transporte Público
Para chegar ao centro de Madrid do aeroporto, usamos o metrô (linha 8) que custou €4,80 por pessoa. Entre sair do avião e chegar ao hotel, levamos cerca de 1 hora, pois tivemos que andar muito dentro do aeroporto que é gigante! O metrô funciona super bem, são mais de 10 linhas, é limpo, bem sinalizado e o custo varia de acordo com zonas. O ticket mais barato foi €1,50. No balcão de informações nos aconselharam comprar o ticket diário que custava €8,50, mas no fim não valeu à pena comprar, pois usamos no máximo 2 vezes o metrô em um dia, que foi nos dias que tivemos que ir às estações de trem para fazer os passeios fora de Madrid. Nos demais dias, caminhamos muito!

Trem
Usamos trem para ir até Segóvia e Toledo. O nome da companhia é Renfe, e existe mais de uma estação na cidade. Os trens para Toledo saem de Atocha (sul) e para Segóvia e Chanmartín (norte). As estações de trem são ligadas com o metrô. A distância entre Madrid e as duas cidades é praticamente a mesma, o percurso dura 30 minutos e custa cerca de 10 euros o trecho. Muito importante saber: é necessário fazer o check-in antes de entrar no trem, e descobrimos da pior maneira possível… 😛 Contarei nos próximos artigos…

Estação de Trem de Atocha do século XIX, com o jardim tropical de Rafael Moneo

Onde Ficar
Escolhemos um hotel localizado na Gran Via, próximo à Plaza de España e ao metrô para facilitar a nossa locomoção. O hotel era um três estrelas, custou 360 euros por 4 dias sem café da manhã. Usei como sempre o Booking.com para reservar e pela primeira vez tive um problema. Tentei comunicação com o Booking.com e o Hotel Tryp, mas só o primeiro se mostrou disponível em resolver o problema, embora inutilmente. O hotel nunca respondeu aos meus emails e chegando lá a única coisa que ouvi foi um “sinto muito, não posso fazer nada”. Pela falta de atenção ao cliente antes e depois, não pretendo me hospedar mais nesta rede de hotéis.

Plaza España

Gastronomia
Hummm….. tapas, amo tapas! Nada mais é do que petiscos, coisa que aqui na Itália praticamente não existe e faz uma falta… croquetas (croquete de vários sabores), jamón (presunto), chorizo (linguiça) acompanhados de uma cervejinha, tudo de bom! Aliás, cerveja custa que em água, aliás, menos que água! Um copo custava entre €1 e €1,50! Na Itália custaria 3 vezes mais! No cardápio, procure pela tapas na seção raciones, que significa “porção”.
Na verdade não foi muito fácil comer bem em Madrid. Tem muitos restaurantes de rede (tipo Almanara, Andiamo, Viena) e muitos fastfoods. Vimos trocentos McDonald’s e do lado (lieteralmente) o Burguer King e ainda o KFC. Procurar por algo local, típico e tradicional não foi fácil, e devo dizer que na verdade só conseguimos encontrar “O Restaurante” em Segóvia… Maravilhoso! Mas isto eu contarei no artigo do Dia 2! 😉

San Miguel gelaaaaada e tapas!

Passeios
Quando eu digo Paris você pensa em Torre Eiffel, quando digo Roma, você pensa no Coliseu, quando eu digo Madrid, no que você pensa? Pois é… Madrid não tem um único monumento representativo da cidade, estranho isso… Logo o que visitar na cidade não é algo que vem de imediato na nossa cabeça. Mas te garanto que tem muita coisa legal pra ver! Vou falar mais especificadamente sobre o que visitar nos próximos artigos. Nós visitamos Madrid por 2 dias e dedicamos um dia à Toledo e um dia à Segóvia. Se tivéssemos ficado mais um dia, poderíamos ter ido também à Ávila.

Segóvia e Toledo

Língua
Na Espanha, fala-se espanhol, claro…rs… Para nós brasileiros é fácil se comunicar, pois conseguimos entender bem e todo mundo arranha um portuñol! hehe… Só que eu, mesmo tendo estudado por anos espanhol, depois que aprendi italiano esqueci completamente o espanhol! Não conseguia falar nada! Juro, eu abria a boca e saia italianol e ainda por cima parecia uma retardada. Daí a solução era falar em inglês. #sóquenão Eu fiquei impressionada que a grande maioria não só não sabe falar inglês, como não entende o básico do básico. Zero. O que me salvou foi meu namorado que conseguia arranhar um portuñol ótimo! 🙂

Hasta la vista!

Deixe seu comentário