Curiosidades sobre o Duomo de Florença

Depois de tantos anos morando em Firenze, o estupor em passar pela magnifica Catedral de Santa Maria del Fiore continua sendo o mesmo da primeira vez. “Nossa… É grande mesmo…”, penso sempre que passo com a minha bicicleta na Piazza Duomo, por entre os grupos de turistas, assim como eu, encantados com a grandiosidade e beleza do Duomo di Firenze. Sempre me impressiono como se nunca o tivesse visto antes!

duomo-05
Neste artigo separei 10 curiosidades interessantes sobre esta obra prima da Idade Media para a gente conhecê-la melhor:
Duomo ou Catedral?
Geralmente podem seu usados como sinônimo. Em italiano também existe a palavra Catedralle, que é a igreja do bispo da cidade. O Duomo é a igreja principal da cidade, logo na maioria das vezes Catedral e Duomo são a mesma igreja.

A Maria de Firenze
Assim como no Brasil tem as igrejas com o nome de Nossa Senhora e na França tem a Notre Dame, a catedral de Firenze recebe o nome de Nossa Senhora da Flor. Mas quê “flor” é essa? Existem duas explicações: Firenze na Idade Média era chamada com seu nome em latim, Fiorenza, nome que deriva da palavra fiore = flor. Na explicação religiosa a flor se refere metaforicamente ao fruto de Maria, ou seja, Jesus. Logo, é a Catedral da Nossa Senhora de Firenze e de Jesus.
Detalhe da fachada com a Madonna con Bambino no centro circundada dos apóstolos

Uma Planta sob medida

Além do nome particular, a planta do Duomo de Firenze também é muito incomum. Não é uma cruz latina ou cruz grega (4 lados iguais), mas uma junção entre uma planta longitudinal típica das Basílicas Paleocristãs e de uma planta central. O mais interessante é que na região da abside (onde se encontra o altar), em planta se vê o contorno de uma flor estilizada, que retoma o nome da igreja e da cidade.
Planta do Duomo de Firenze
Quanto é grande! :O
Quando Arnolfo di Cambio, arquiteto da catedral, foi encarregado do projeto, recebeu o pedido de realizar “a maior e mais bela igreja nunca antes construída”. E assim ele o fez: cumprida 153 metros, larga 38 no ponto mais estreito e 90 metros no mais largo e altura de 86,7 metros. Por muito tempo o Duomo de Florença foi o maior do mundo. Hoje ele encontra-se na quarta posição, depois de San Pietro em Roma, Saint Paul em Londres e do Duomo de Milão.

Reconstrução de Santa Reparata

A antiga Catedral de Firenze

A primeira catedral da cidade foi a Igreja de San Lorenzo, hoje completamente reformada sobre desenho de Brunelleschi. A segunda foi a igreja de Santa Reparata que se encontrava exatamente onde hoje está o Duomo. Podemos imaginá-la do tamanho e do estilo da igreja de San Miniato al Monte. É possível visitar as ruínas desta antiguíssima igreja no subsolo do Duomo.
A Lei do Nome
Mesmo depois de construído, o Duomo de Firenze continuou a ser chamado pelos fiorentinos de Santa Reparata. Para solucionar o problema, em 1412 foi promulgada uma lei que obrigava à todos de usarem o nome correto da igreja, caso contrário haveria uma multa.

A Primeira Fachada
Arnolfo di Cambio antes de morrer no início de 1300 conseguiu realizar parte da fachada que por séculos permaneceu incompleta. Em 1587 o Granduca de Firenze Francesco I decidiu desmontar a fachada considerada fora de moda e promover um concurso para a nova fachada do Duomo. Vários artistas apresentaram seus projetos de estilo tardo renascentista, mas a conclusão foi que o grandioso Duomo de Firenze permaneceu sem revestimento por muitos séculos.
fonte foto: Wikipedia
Esq.: a maquete da Fachada original – centro e dir.: dois projetos para o primeiro concurso do século XVI. Estas e outras maquetes estão expostas no Museo dell’Opera del Duomo (em reforma, abertura prevista para novembro de 2015)
Fotografia de 1860 – fonte: Wikipedia
O Dilema da Fachada
Na segunda metade do século XIX, em vista de Firenze capital de Itália, um novo concurso foi promovido. O vencedor foi o Arquiteto Emilio de Fabris que apresentou um projeto neogótico, seguindo o estilo de revestimento já existente nas laterais do Duomo. Restava a dúvida de como seria a terminação da fachada. A decisão ficou  nas mãos dos fiorentinos que decidiram através de uma votação a sua solução preferida: com ou sem cúspide e pináculos.
fonte: Wikipedia
As duas soluções de Emilio de Fabris que foram votadas pelos fiorentinos
Uma Catedral Cívica
Algo interessante de reparar no interno da catedral é a presença de representação de figuras não religiosas, como o quadro de Dante, ou os afrescos de comandantes militares. Também não há as capelas privadas de famílias importantes como ocorre em Santa Croce ou Santa Maria Novella. O Duomo de Firenze sempre foi considerado um lugar público, dos fiorentinos, e exalta seus homens ilustres. Por muitos anos as 4 portas laterais da igreja eram abertas para a livre passagem de pessoas que gostariam simplesmente atravessar a praça.
Uma Catedral sem Cúpula
Quando Arnolfo di Cambio projetou o Duomo em 1294, previu a construção de uma grande cúpula que se tornaria o novo símbolo de Firenze. Só havia um problema: ainda não existia uma solução construtiva para cobrir os 41 metros de vão livre. A solução chegou mais de um século depois, em 1418 com Filippo Brunelleschi e sua criatividade de arquiteto e habilidade de engenheiro. É possível visitar a cúpula de Brunelleschi, para mais informações, leia este artigo.
Eu teria tantas outras coisas legais para contar sobre o Duomo, mas o artigo ficaria muito cumprido! Então, se não encontrou a resposta da sua pergunta no artigo, deixe sua dúvida aqui em baixo nos comentários que eu respondo! 😉

Deixe uma resposta para Deise Cancelar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

20 comentários

  1. AvatarEliza Dilasciocomentou

    Q maravilha!!! Estou indo a missa agora nessa magnífica e encantadora obra!!! Obrigada pelas informações. Realmente
    Me encantei!!

  2. AvatarMarcelo Amoycomentou

    Obrigado pelas informações! Sempre quis saber como era a fachada antes de terminada e só aqui encontrei a resposta – inclusive com fotos! Valeu! ☺️

  3. AvatarMARIA DE FATIMA DOMINGUEScomentou

    Eu gostaria de saber a história da porta dessa igreja Santa Maria Dell Fiore.
    O que representa os 10 painés. A história enfim. Obrigada

  4. AvatarDeisecomentou

    Boa tarde !
    Babi,

    Muito bom seu blog ! Cultura geral… Estamos chegando em Florença em 27/12 e saindo em 01/01/18.
    Gostaria muito de receber algumas dicas suas (restaurantes, o que fazer na noite de reveillon, etc).
    Além disso, não queremos enfrentar longas filas para os Museus…
    Podes indicar um site para comprar ingresso para o Museu Leonardo da Vinci ?
    E qual outro Museu você indicaria ?

    Obrigada.
    DEISE

    1. Oi, Deise! Todas estas informações você encontra aqui no blog! Te convido a explorar as várias seções do menu, ou usar a caixa de pesquisa com palavras-chaves. 😉 Caso precise de serviço de guia ou transporte, me escreva pelo módulo de contato. Abraços e obrigada pela visita! 🙂

  5. AvatarBruno Felipecomentou

    Essa questão da multa pelo nome da catedral, você tem alguma fonte dessa informação? Não que eu duvide de você, mas to fazendo um trabalho para a faculdade e queria ter uma fonte para poder por no trabalho e não achei nenhuma. Desde já agradeço.

  6. AvatarMaysecomentou

    Sim, estou vendo a Série sobre os Medici e eles teriam muita influência sobre a reforma do Duomo. Principalmente, Cosimo Medici. Não procede?
    Grata.