Curiosidades sobre o Ponte Vecchio

Um dos cartões postais da cidade de Firenze, o Ponte Vecchio é a ponte mais antiga da cidade e é de uma beleza única! Atravessa o rio Arno no seu ponto mais estreito ligando a cidade de Norte à Sul. Pesquisei algumas curiosidades sobre a ponte para contar pra vocês!


1. A Primeira Ponte

Antes da atual Ponte Vecchio, tantas outras foram construídas e destruídas pelas constantes cheias do Rio Arno. A ponte definitiva foi construída em pedra em 1345 por Taddeo Gaddi (segundo Giorgio Vasari) ou por Neri di Fioravanti. Somente em 1442 foi determinado que os açougueiros da cidade deveriam ocupar as lojas do Ponte Vecchio para preservar a higiene pública. Como eles haviam necessidade de mais espaço, construíram desordenadamente pequenas salas que se projetam sobre o rio, sustentadas por estacas de madeira.
Ponte Vecchio no séc. XV – pintura a olio de Fabio Borbottoni 1820-1902
2. O Corredor da família Medici
Em 1565 o recém grão-duque de Firenze, Cosimo I de’ Medici, pede ao arquiteto Giorgio Vasari (o mesmo que projetou o Uffizi) a construir um corredor sobrelevado que ligasse o palácio do governo (Palazzo Vecchio) à sua residência (Palazzo Pitti), passando pelo Ponte Vecchio e Chiesa di Santa Felicità. Sua motivação foi a incerteza do apoio da população ao Duque e ao novo sistema de governo que substituiu a Republica Fiorentina. O Corridoio Vasariano (como é conhecido hoje) foi construído em apenas 5 meses!
Passagem do Corridoio Vasariano que liga o Uffizi ao Ponte Vecchio.

3. A Torre dos Mannelli

No lado sul do Ponte Vecchio (lado Palazzo Pitti), encontra-se a Torre dei Mannelli, a única entre as 4 torres de proteção do Ponte Vecchio ainda em pé. A Família Mannelli se recusou a ter sua torre destruída para a construção com corredor Vasariano. Assim sendo, a arquitto Giorgio Vasari teve que alterar o seu projeto criando a solução de contornar a torre através de grandes suportes e pedra serena.

4. Do lixo ao luxo

Uma particularidade do Ponte Vecchio conhecida mundialmente é de ser todo ocupado por joalharias. Esta ocupação foi determinada por Ferdinando I em 1596 que se incomodava com o mal cheiro dos açougues que ocupavam a ponte.
5. Janelas de Mussolini
Hitler foi recebido em Firenze por Mussolini no ano de 1938 durante a viagem dos alemães á Itália em busca de aliança. Mussolini mandou abrir duas grandes janelas no centro da Ponte para que Hitler pudesse admirar o panorama oeste do Rio Arno.
6. Salvo por um tris!
Em Agosto de 1944, durante a Segunda Guerra Mundial, os nazista bombardearam Firenze e o Ponte Vecchio foi o único entre todas as pontes à sobreviver em pé! Talvez tenha sido graças à visita de Hitler alguns anos antes. Em compensação, destruíram quase que completamente as vias de acesso à ponte. O Corredor Vasariano por muitos anos foi a única maneira de passar de Norte à Sul da cidade.
7. De quem é a estátua cercada de cadeados?
Benvenuto Cellini foi um artista-escultor-escritor do século XVI, considerado o ourives mais importante de Firenze. Sua obra mais famosa é o “Perseus com a Cabeça de Medusa” localizada na Loggia dei Lanzi na Piazza della Signoria. Sua estátua colocada no centro da Ponte foi realizada em bronze por Raffaello Romanelli em 1901.

Os cadeados que circundam a estátua simbolizam o amor insolúvel entre um casal. Os nomes são escritos sobre o cadeado e a chave é jogada no Rio Arno simbolizando que ninguém jamais poderá abri-lo. Se quiser fazer isso com seu amor, cuidado, pois se te pegarem tem multa prevista de 50 euros! 😛
8. O que são as Bandeiras sobre a ponte?
São bandeiras dos antigos quarteirões históricos de Firenze que decoram a passagem do Ponte Vecchio. 

Deixe uma resposta para Babi Campanaro Cancelar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

15 comentários

  1. AvatarCicera ronanellicomentou

    Seu blog é muito legal fiquei super feliz de ver.. Raffaello romanelli é bisavó de meu marido é folco Romanelli dono da galeria de arte em Florência Itália agora estou morando aqui no Brasil

    1. Oi, Cicera!!! Nossa, que bacana! Obrigada pela sua visita e mensagem!!! 🙂

  2. AvatarRozino Ferreira Gomescomentou

    Legal saber a origem da canção ho mi Balbino caro, que fala sobre o Rio Arno e a ponte. Vecchia, a Itália e linda queira Deus um dia poder visitá-lo.

  3. AvatarCarlacomentou

    Consegui lucidar o que eu procurava, adorei este canal.