…in Chianti – As Cidades do Vinho

A Toscana abriga uma das regiões produtoras de vinho mais famosas do mundo: o Chianti Classico, zona que abrange parte das províncias de Firenze e Siena. Neste artigo, falarei sobre algumas das cidades que se encontram dentro desta terra divina!

 


Greve in Chianti

Partindo de Firenze, a primeira cidade que encontramos é Greve in Chianti, considerada a porta de entrada para esta região renomada pela produção de vinho tinto. Desde a Idade Média, a principal atração desta simpática cidade é sua praça que há muitos séculos abriga o mercado frequentado pela população das cidadelas circunstantes. A praça possui forma quase triangular e cercada por um pórtico em todo seu entorno, permitindo fazer compras mesmo quando chove ou quando o sol castiga. Ao seu centro encontra-se a estátua de Giovanni da Verrazzano. Do lado mais estreito, encontra-se a Igreja de Santa Croce de origem Medieval, mas com formas neo-renascentistas que abriga algumas preciosas obras sacras, como o tríptico com a Madonna e os Santos de Bicci di Lorenzo.


Greve também oferece a possibilidade de degustar muitos produtos típicos do Chianti. Sobre o pórtico da praça encontram-se várias lojas, enotecas e restaurante. Entre eles a famosa Antica Macelleria Falorni que oferece somente produtos originais do Chianti. A alguns passos da Praça, entontra-se o Museu do Vinho.

Macelleria Falorni

Panzano in Chianti

Seguindo pela “Strada in Chianti”, há poucos quilometros de Greve, entontramos Panzano. No século XII esta cidade havia uma grande importância na defesa dos territórios de Firenze. O Castello di Panzano foi uma importante fortaleza em defesa da Republica de Firenze nas guerras contra Siena. No borgo antigo encontra-se a Chiesa di S. Maria, do ano de 1200, mas completamente reconstruída em 1800 em estilo neoclássico. É uma delícia passear pelas ruelas do borgo, respirar o ar do passado, fazer uma parada na praça principal para uma taça de vinho… A cidade abriga enotecas e restaurantes que oferecem degustação de produtos locais.

Em Panzano se encontra outro famoso açougue, a Antica Macelleria Cecchini, conhecida pela deliciosa bistecca alla fiorentina. Outro ponto de interesse turístico é a Pieve di San Leolino, de 982. Embora apresente um aspecto exterior renascentista caracterizado pelo imponente portal em pedra serena e porticado, a pieve continua sendo um ótimo exemplo de basílica românica com três naves. No seu interior encontram-se obras de arte de artistas locais.

Macelleria Cecchini

Radda in Chianti

Por um momento devemos sair da Strada in Chianti e pegar a estrada estadual para chegar em Radda, uma cidadela que conserva seu aspecto medieval original. Ali, podemos nos perder entre as ruelas do centro, descobrindo novas vistas para o vale que a circula e por que não degustar uma taça de vinho.

A antiga muralha ainda protege o centro da cidade formado por um labirinto de estreitas ruelas concêntricas. No centro deste borgo, encontramos o Palazzo del Podestà e a Igreja de San Nicolò de origem românica. Por quatro séculos o palácio foi utilizado pelo capitão da Liga do Chianti, como nos lembra os inúmeros brasões da fachada.

Próximo a Radda encontra-se o Castelo de Volpaia, uma antiga cidadela fortificada onde hoje é possível degustar um bom vinho.

Castellina in Chianti

As origens da próxima cidade, Castellina, são muito antigas, nela encontramos tumbas etruscas. A posição estratégica desta cidade a favoreceu militarmente na disputa entre Firenze e Siena. Exemplo disto são a Rocca (uma espécie de construção fortificada) na praça principal e a Via delle Volte, uma passagem coberta com pequenas frestas no muro com vista para o vale. Outro ponto de interesse é a Igreja de San Salvatore e o Museo Archeologico del Chianti Senese que conta a antiga história desta região e conserva os restos arqueológicos etruscos.

Em Castellina também se encontram diversas enotecas e lojas de especialidades da região onde é possível fazer degustação. Também é uma cidade cheia de galerias de arte onde é possível comprar obras de artistas da região.

 

Gaiole in Chianti

Não muito longe de Radda, encontramos Gaiole in Chianti,uma cidadela de origens medievais. Devido a sua posição geográfica – entre o Chianti e o Valdarno, tornou-se um importante lugar de comércio entre os vários castelos que a circundava. Hoje sua importância é a atração turística com seus vários agriturismos ao redor e as enotecas que oferecem o produto regional de qualidade.

Ao redor de Gaiole ainda existem alguns castelos que podem ser visitados, como o Castello di Vertine, Castello di Meleto e a Pieve di Spaltenna que atualmente são hotéis.
 
O Viva Toscana organiza passeios enogastronômicos pela região do Chianti, com visita em vinícola, degustação de vinhos e produtos típicos. Veja os detalhes e entre em contato aqui.

Deixe uma resposta para Raquel Brigantini Cancelar

13 comentários

  1. Olá td bem? Estaremos na Italia em novembro entre 8 e 10 Toscana , saímos de Roma faremos Assis, Siena,San Gimignano e finalmente Firenze, você teria alguma vinícola para nos indicar entre esse caminho?

  2. Charlenecomentou

    Babi!!!! Essas cidades pequeninas e charmosas pela região de Chianti são de fácil acesso por onibus? Terei uns 7 a 10 dias pela Toscana no início de Outubro, mas estarei de mochilão, na economia e sozinha… alguma dica em especial?

  3. Oi, Charlene! Sem carro, o único jeito é ir de ônibus, mas não sei se vc conseguiria fazer mais de uma cidade… Entre elas, as mais legais são Greve e Castellina. Procure pelas linhas da Busita!

  4. Ana Alicecomentou

    Olá, tudo bem? Estou indo para Italia no inicio de maio, ficarei aproximadamente 10 dias nas regiões Florença, Siena, Pisa, Lucca, etc.. Você pode me dar umas dicas das roupas a levar, ou seja, como é a temperatura desta época?

    1. Oi, Ana! Em Maio o clima já está bem mais agradável! Temperaturas entre 15 e 25 graus. Traga casaquinhos para de noite e um xale que sempre salva quando começa a ventar!

  5. Fabiocomentou

    Bom dia. Eu e minha esposa passaremos alguns dias pela Toscana. Dois dias serão na região do Chianti, mas um dia tiraremos para ir até San Gimgnano, então somente teremos um dia para conhecer as cidadezinhas do Chianti… será que vai ficar muito corrido? Me indica alguma vinícola? Obrigada!!!

    1. Oi, Fabio! Em dois dias vocês conseguem visitar as 5 cidadezinhas do Chianti tranquilamente. Alguns nomes de vinícolas: Antinori, Castello di Ama, Dievole… Abraços, obrigada pela visita!

  6. Michelecomentou

    Olá, ótimas dicas da região…
    Final de fevereiro penso em passar 2 noites em Florença e 3 em Siena (conhecendo San Giminiano, Monteriggione e Siena) . Achei interessante esse trajeto, será que saindo cedo de Florença, no deslocamento a Siena, consigo em 1 dia fazer esse seu roteiro? Estaremos de carro… Tens uma dica de qual dessas paradas podemos degustar um típico almoça toscano?

  7. Kelycomentou

    Oi Babi!

    O link para os detalhes e contato dos passeios não está funcionando 😉

  8. Raquel Brigantinicomentou

    Oi Babi!
    As cidades do Chianti são servidas de ônibus? Ou a melhor forma de visitá-las é alugando um carro? Minha preocupação é de alugar um carro justamente para conhecer uma região produtora de vinho, hehe..

    1. Oi, Raquel! O melhor jeito de conhecer o Chianti é realmente de carro. Tem uma linha de ônibus que liga Florença, Greve e Panzano, mas não é tão prático e de qualquer forma, vc precisa de carro para chegar às vinícolas! Caso esteja viajando com mais gente, pode ser uma boa ideia contratar o serviço de motorista. Na área “Serviços Turísticos” do blog vc encontra mais informações! 😉 Bjs!